'Travessia' e outras novelas baseadas em fatos reais

Inspiração
Travessia
Identidade
Aconteceu no Guarujá
Crime
Internet
Segundo Sol (2018)
Fama
Império (2014)
Fortuna
Composição
Senhora do Destino (2004)
Vida real
Condenação
A Força do Querer (2017)
Parceiro
Sabiá
Transgênero
Consultoria
Por Amor (1997)
Vida real
Comoção
Laços de Família (2000)
Ficção e realidade
Livro
Produção
Inspiração

A novela é um produto de entretenimento que espelha a sociedade. Muitas histórias surgem de fatos reais que, muitas vezes, chegam a chocar o público quando revelados.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Travessia

Já estão a todo vapor as gravações da novela ‘Travessia’, de Glória Perez. A escritora, que é famosa por sempre trazer temas atuais para suas tramas, vai contar a história de Brisa (Lucy Alves), uma mulher batalhadora que é vítima de uma "deep fake".

(Foto: Reprodução / Gshow)

Identidade

Na trama, Brisa (Lucy Alves) terá que provar a própria identidade depois que sua imagem fez parte de uma “brincadeira”, feita por jovens portugueses, onde ela acaba sendo confundida com uma criminosa.

(Foto: Reprodução / Instagram)

Aconteceu no Guarujá

A história principal de ‘Travessia’ é inspirada em um caso ocorrido na cidade do Guarujá, em São Paulo.

(Na foto, Jade Picon, que fará parte do elenco da novela).

Crime

Em 2014, Fabiane Maria de Jesus foi confundida com uma suposta sequestradora de crianças e apanhou, de dezenas de pessoas, até a morte.

(Foto: Reprodução / Guarujá Alerta)

Internet

Como se a situação, por si, não bastasse, as agressões foram gravadas, e, na época, as imagens foram compartilhadas na internet.

Segundo Sol (2018)

O acidente de Cristiano Araújo serviu de inspiração para a criação do personagem Beto Falcão, vivido pelo ator Emílio Dantas na novela ‘Segundo Sol’ (2018).

(Foto: Divulgação)

Fama

Segundo o resumo que o autor João Emanuel Carneiro escreveu e foi entregue à Globo, a fama de Beto Falcão "se consolidou, colocando-o naquele panteão de figuras que saíram da vida para entrarem na história, assim como Cristiano Araújo."

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Império (2014)

A ideia do personagem do comendador José Alfredo, da novela ‘Império’ (2014), também surgiu fora das telinhas. A influência veio da vida do empresário controverso, o português Joe Berardo.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Fortuna

O autor Aguinaldo Silva explicou em seu blog: "Ele, um megamilionário cuja fortuna - dizem as más línguas - teria origens não totalmente explicadas.”

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Composição

A ideia também serviu para compor, fisicamente, o personagem: “E, da mesma forma como o público conhece José Alfredo, o veterano tem cabelos grisalhos e sempre usa roupas p r e t a s”, escreveu o autor.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Senhora do Destino (2004)

Uma das vilãs mais amadas da teledramaturgia, Nazaré Tedesco, vivida por Renata Sorrah, em ‘Senhora do Destino’ (2004), foi inspirada em uma história que muito comoveu o Brasil: o caso Pedrinho.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Vida real

O caso ganhou repercussão nacional em 2002, entretanto, tudo começou em janeiro de 1986, na maternidade Santa Lúcia, em Brasília, quando uma criança foi raptada e passou 16 anos sumida.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Condenação

Depois desse tempo, o já adolescente foi localizado em Goiânia vivendo como filho de Vilma Martins Costa, que foi condenada a 19 anos e nove meses de prisão.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

A Força do Querer (2017)

Vivida por Juliana Paes, Bibi Perigosa de ‘A Força do Querer’ é fruto da vida real. Para compor a personagem, a autora da trama, Glória Perez, se inspirou no livro ‘Perigosa’ escrito por Fabiana Escobar, que narra sua história de vida.

(Foto: Reprodução / Gshow)

Parceiro

E, seguindo o roteiro da vida real, o companheiro de Fabiana Escobar, Saulo de Sá, também foi a fonte inspiradora para a atuação de Emílio Dantas, na pele de Rubinho.

(Foto: Divulgação / TV Globo / Maurício Fidalgo)

 

Sabiá

Quem também saiu da vida real para a novela foi um dos chefes do crime do morro, o Sabiá.
Na novela, o personagem ganhou a interpretação de Jonathan Azevedo.

(Foto: Reprodução / Gshow)

Transgênero

Ainda em ‘A Força do Querer’ (2017), a história da personagem Ivana/ Ivan, vivida por Carol Duarte, teve inspiração na trajetória do mineiro Tarso Brant.

(Foto: Divulgação / Gshow / Fabio Rocha)

Consultoria

Além de fazer uma participação especial na novela, onde contava sua história, Brant também serviu de consultor para que Glória Perez escrevesse o papel.

(Foto: Divulgação / TV Globo / Bella Pinheiro)

Por Amor (1997)

Em algumas novelas, a trama principal parece ser 100% ficção, mas ‘Por Amor’(1997) prova o contrário. Na trama, a personagem Helena dá à luz no mesmo dia que a filha e troca os bebês ao saber que o neto havia morrido.

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Vida real

Na vida real, o fato deu-se no interior do Ceará. O autor Manoel Carlos falou sobre o assunto em entrevista à GloboNews, em 2016: “A troca de bebês foi um acontecimento porque ninguém acreditou que aquilo fosse possível."

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Comoção

E ainda revelou: "A Regina Duarte (Helena) me ligou perguntando se eu achava mesmo necessário colocar essa cena. Foi uma comoção geral na época. Essas coisas parecem absurdas, mas são muito possíveis”.

(Foto: Reprodução / Gshow)

Laços de Família (2000)

Manoel Carlos também inspirou-se em uma notícia de jornal, só que dos Estados Unidos, para desenvolver o drama central de ‘Laços de Família’ (2000).

Ficção e realidade

Só os nomes mudaram. Na ficção, a personagem de Camila (Carolina Dieckmann) foi salva pela medula da irmã caçula, após Helena (Vera Fischer) ter engravidado, propositalmente, de Pedro (José Mayer).

Livro

No livro ‘Autores: Histórias da Teledramaturgia’ (2008) elaborado pela editora Globo, Manoel Carlos falou sobre o caso: “Em 1990, aconteceu um caso nos EUA, de uma mãe que engravidava novamente do marido para salvar a filha com leucemia. E ela conseguia salvá-la.”

Produção

Maneco completou: “Fiquei sabendo desse caso e pensei: ‘Bom, se ninguém fizer uma história sobre isso, um dia eu faço’. Mas achei que o cinema americano faria. Era uma história boa demais para o cinema americano não fazer.”

Más para ti