Nem tudo é glamour
Edifícios que balançam
Gastos com consertos estruturais
432 Park Avenue
Um gigante na Park Avenue
Preços exorbitantes
Ricos e famosos
Goteiras quando chove
Cortes no abastecimento de água
Aumento de 300% no valor dos seguros
Serviço de restaurantes
Desvantagens de morar em Manhattan
Outro relato famoso
Apartamentos vazios
Os ricos reivindicam seus direitos
Nova York continua em alta
Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(1/16)
Nem tudo é glamour

O skyline de Nova York é uma icônica coleção de arranha-céus. Muitos deles, localizados na Ilha de  Manhattan, são o lugar onde pessoas ricas têm suas moradas, que, ao contrário do que muitos podem pensar, não estão isentas de problemas.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(2/16)
Edifícios que balançam

Estes luxuosos apartamentos, com vistas privilegiadas, possuem também grandes desvantagens. Entre elas o fato de balançarem muito com o vento. Para quem mora nos andares mais altos, isto é algo que é possível sentir.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(3/16)
Gastos com consertos estruturais

"As paredes fazem um barulho como se fossem se partir!", relata uma moradora. Estes prédios requerem reparações constantes que podem representar milhares de dólares ao mês porque, em mais de um caso, a construção não foi feita de forma correta e eficiente.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(4/16)
432 Park Avenue

O jornal The New York Times já publicou documentos e depoimentos que demonstram que um dos arranha-céus mais luxuosos da cidade, o 432 da Park Avenue, é um desastre como lar. Ou pelo menos é o que seus inquilinos contam.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(5/16)
Um gigante na Park Avenue

Este monstro foi projetado pelo arquiteto uruguaio Rafael Viñoly e concluído em 2015. Foram três anos de um duro trabalho, que incluiu a demolição do hotel de 1926 que estava antes no lugar.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(6/16)
Preços exorbitantes

Nova York não tem piedade com seu passado e constrói em cima dele. No 432 da Park Avenue, levantou um edifício residencial de luxo com apartamentos que valem entre 80 milhões (a cobertura, propriedade de um sheik) e 15 milhões de dólares.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(7/16)
Ricos e famosos

Jennifer Lopez e seu esposo, Álex Rodríguez, compraram um apartamento no 432 da Park Avenue, em 2017. Um lugar de quase 400 metros quadrados que acabou sendo vendido em 2018. Segundo o The New York Times, o edifício, por seu design, altura e flexibilidade, mexe tanto que os elevadores quebravam com frequência.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(8/16)
Goteiras quando chove

Outros problemas enfrentados pelos residentes do 432 da Park Avenue (e de outros arranha-céus de Nova York) são causados pela força das chuvas e pelas mudanças bruscas de temperatura. As goteiras e inundações também representaram gastos extras.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(9/16)
Cortes no abastecimento de água

Sarina Abramovich, uma inquilina do 432 da Park Avenue relatou ao The New York Times que gastou 500 mil dólares para reparar, diversas vezes, as infiltrações. Isto e problemas na encanação provocam cortes no abastecimento de água em todo o edifício.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(10/16)
Aumento de 300% no valor dos seguros

Devido a tantos problemas, os seguros dos apartamentos deste tipo de edifício aumentaram, nos últimos dois anos, cerca de 300%, segundo Edward Slinin, outro morador que contou sua saga ao The New York Times.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(11/16)
Serviço de restaurantes

Quem possui um apartamento no 432 da Park Avenue tem direito a um serviço de restaurante (com estrela Michelin). No começo, este luxo custava 1.200 dólares ao ano, mas, agora, o preço é de 15 mil (e sem café da manhã gratuito). O pior é que renunciar a este serviço não é opcional.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(12/16)
Desvantagens de morar em Manhattan

Woody Allen relata nas sua biografia 'Apropos of nothing' que, durante boa parte da sua vida, seu empenho em morar no epicentro de Nova York foi uma batalha contra apartamentos onde entrava chuva, frio e com encanação sem funcionar. Mas, confessa, a vista era extraordinárias.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(13/16)
Outro relato famoso

Fran Lebowitz também brinca, constantemente, em 'Pretend It's a City' sobre o preço de morar em um arranha-céu de Nova York: "Preciso ganhar na loteria para pagar minha casa."

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(14/16)
Apartamentos vazios

De acordo com diferentes meios de comunicação, a metade dos arranha-céus nova-iorquinos está vazia. Cada vez é mais difícil atrair empresas e particulares, devido a seus preços exorbitantes e à falta de perfeição nas suas construções.

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(15/16)
Os ricos reivindicam seus direitos

De qualquer forma, um grupo de inquilinos do 432 Park Avenue já fez as devidas reclamações à construtora de suas casas. Não são os únicos ricos que se sentem enganados por suas escolhas.

 

Por que morar em um arranha-céu de Nova York não é um paraíso?
(16/16)
Nova York continua em alta

Apesar de tudo, Nova York resiste a qualquer catástrofe. Nos anos 1980, estava falida, havia violência nas suas ruas, seus edifícios se desmoronavam e, mesmo assim, sobreviveu. Os inconvenientes dos arranha-céus são só um detalhe comparado a tudo isso.

Más para ti