Quarentena na Espanha: "População tem apostado por uma atitude positiva"

Um país em confinamento
Sensação de irrealidade
A polícia vigia as ruas
Levar o cachorro para passear pode, mas sair com as crianças não
Os supermercados estão abastecidos?
Estado de alarme
Trabalhadores que continuam se locomovendo
Comprar o jornal é possível
É proibido fazer longas distâncias com o carro
Solidão
Atitude positiva
Profissionais da saúde recebem aplausos diários
Proibido praticar esporte
Os turistas foram embora
Objetivo: superar a pandemia
Um país em confinamento

O dia a dia em muitos lugares da Espanha tem agora um ar de distopia, como um capítulo de 'Black Mirror' ou um filme de catástrofes. Colégios, bares, museus, escritórios, tudo está fechado. Madri é uma cidade fantasma. Quem mora aqui só pode sair sozinho e diretamente para o supermercado. A capital registra o índice mais alto de infectados e falecidos pelo novo coronavírus em todo o país.

Sensação de irrealidade

Existe algo de irreal neste dia a dia de confinamento. A situação não tem sido fácil para os madrilenhos, acostumados a sair para passear diariamente ou tomar um aperitivo nas 'terrazas' (parte ao ar livre dos bares e restaurantes).

A polícia vigia as ruas

De fato, para evitar que as pessoas saiam em grupo para aproveitar a primavera, foi preciso interditar parques e jardins. A polícia faz rondas para proibir que as pessoas saiam às ruas se não for por uma causa justa. Quem desobedece, pode receber multas de até 30 mil euros.

Levar o cachorro para passear pode, mas sair com as crianças não

Uma das dificuldades enfrentadas pelas famílias é ter que manter as crianças tanto tempo dentro de casa. Muitas pessoas têm inveja dos donos de animais, já que é permitido levá-los para passear por alguns minutos.

Os supermercados estão abastecidos?

Com exceção dos primeiros dias de confinamento, quando houve uma reação coletiva de paranoia, os supermercados estão perfeitamente abastecidos. Um fenômeno global que também vimos na Espanha foi a alta demanda de papel higiênico nesta crise. Diante de um hipotético fim do mundo, o produto passou a ser muito apreciado.

Estado de alarme

O país está em estado de alarme. Com o decreto, o governo pode tomar medidas extremas, levar o exército às ruas e fazer uso dos bens privados para suprir as necessidades públicas. As autoridades ordenaram também a permanência das pessoas em suas casas. Jornalistas e outros profissionais estão trabalhando remotamente.

Trabalhadores que continuam se locomovendo

Entregadores de mercadorias, funcionários de supermercados, taxistas, caminhoneiros e profissionais da saúde formam a classe trabalhadora que está sustentando sua atividade no momento. No começo do confinamento, os salões de beleza foram autorizados a abrirem mas, dias depois, foram obrigados a fechar.

Comprar o jornal é possível

Em Madri, os quiosques que vendem revistas e jornais podem abrir, embora seja reduzido o número de leitores que continua comprando meios de comunicação impressos. Os fumadores também têm a possibilidade de persistir com o seu vício, pois podem comprar cigarro nestes estabelecimentos.

É proibido fazer longas distâncias com o carro

As estradas estão vazias. As viagens não estão permitidas. Controles policiais ou do exército podem interceptar um veículo e mandá-lo de volta à casa.

Solidão

A solidão tem afetado muita gente nesta quarentena. São muitos os casos em que este sentimento está sendo combatido através de reuniões virtuais. Amigos e familiares que marcam para tomar uma taça de vinho ao mesmo tempo ou simplesmente para conversar com a ajuda da tecnologia. A vida social tão intensa na Espanha não pode parar.

Atitude positiva

A Espanha mantém a moral alta, apesar do medo muitas vezes intensificado por fake news que circulam nas redes sociais. Entretanto, a população tem apostado por uma atitude positiva. 

Profissionais da saúde recebem aplausos diários

Enquanto as decisões políticas relacionadas a esta crise são motivos de desentendimentos entre os partidos, a população transformou os profissionais da saúde em autênticos heróis. Todos os dias, às 20h, escutamos aplausos e gritos vindos das janelas e balcões das casas para homenageá-los e também apoiar quem está confinado.

Proibido praticar esporte

As cidades vazias poderiam incentivar as pessoas a saírem para praticar esporte, no entanto, enquanto na Itália correr sozinho é permitido, na Espanha a atividade está proibida.

Os turistas foram embora

Nos primeiros dias de quarentena, era estranho ver como vários turistas continuavam passeando pelas ruas das cidades espanholas. Agora, os viajantes estrangeiros voltaram aos seus países de origem.

 

Objetivo: superar a pandemia

Há rumores de que o confinamento na Espanha pode durar vários meses. As autoridades avisam que o momento é difícil. As ruas vazias serão a paisagem cotidiana que veremos das nossas janelas durante muito tempo. Mas tudo isso passará. E superaremos o coronavírus da mesma forma que superamos outras doenças gravíssimas. Então a Espanha sairá para passear outra vez.

DANIEL SERRANO / Madri (Espanha)

Más para ti