Países com políticas de armas permissivas, segundo pesquisa

Paquistão
Honduras
Áustria
República do Chade
Micronésia
Senegal
Estados Unidos
Tanzânia
Brasil
Iêmen
República do Congo
Namíbia
Nigéria
Zâmbia
Paquistão

Não há limite de número de armas e munições para os propietários de licença de arma de fogo no Paquistão. Tampouco é necessário comprovar razão legítima para adquirí-las.

Fonte de toda a galeria: gunpolice.org (pesquisa mundial realizada pela Universidade de Sidney (EUA), respaldada pela UNSCAR - Fundo Fiduciário da ONU de apoio à cooperação na regulação de armas)

 

Honduras

A compreensão do uso seguro de armas de fogo em Honduras é avaliada em um curso prático e teórico. O cidadão pode possuir até 5 armas neste país centroamericano.

Áustria

​A regulação de armas de fogo na Áustria é considerada permissiva, de acordo com o gunpolice.org (pesquisa mundial realizada pela Universidade de Sidney (EUA), respaldada pela UNSCAR - Fundo Fiduciário da ONU de apoio à cooperação na regulação de armas ). Entretanto, o direito de posse de arma no país europeu não está garantido por lei e o solicitante de licença deve comprovar razão legítima para adquirí-la, como por exemplo: caça, tiro ao alvo, coleção e proteção pessoal. Portar abertamente armas de fogo em público é permitido mas está sujeito a uma licença válida.

República do Chade

A República do Chade não obriga os solicitantes de licença de armas a demonstrar uma razão legítima para possuí-las, somente uma verificação de antecedentes criminais.

 

 

Micronésia

Na prática, os solicitantes de licenças de armas de fogo na Micronésia não são obrigados a demonstrar razão legítima para possuir alguma delas. Entretanto, na legislação, nenhum cidadão pode adquirí-las.

Senegal

No Senegal, os civis com licença de porte de arma podem adquirir um número ilimitado delas. É preciso demonstrar razão legítima para solicitar a licença e renová-la todos os anos.

Estados Unidos

O direito à posse de armas de fogo está condicionalmente garantido pela Constituição dos Estados Unidos e o Governo não mantém um registro de civis com licença para possuir, vender ou transferir armas de fogo ou munições.

 

 

Tanzânia

Na Tanzânia, não é preciso comprovar legítima razão para solicitar uma licença de posse de arma e seu porte em público é permitido. Entretanto a arma que se deseja portar deve ser especificada na licença.

Brasil

No dia 15 de janeiro de 2019, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, assinou um decreto que vai facilitar a posse de armas. O período para renovação de licença passa de cinco a dez anos e o limite de armas por cidadão poderá ser de até 4 armas de fogo.

Iêmen

Portar abertamente em público uma arma de fogo é permitido neste país.

República do Congo

Este país africano permite o porte de uma (01) arma por pessoa, mas proíbe a posse de armas de guerra. Não exige comprovação de razão legítima para adquirí-las mas sim um curso para poder usá-las.

Namíbia

Na Namíbia, o cidadão com licença tem permissão para portar armas automáticas, revólveres e pistolas, em um total de 4 unidades.

Nigéria

Na Nigéria, não é necessário comprovar razão legítima para solicitar uma licença de arma de fogo. A idade mínima para possuí-las é de 17 anos.

Zâmbia

A regulação de armas de fogo na Zâmbia é classificada como permissiva. O portador de licença pode possuir no máximo uma (01) arma de fogo e deve renovar a licença a cada 3 anos. O seu porte em público é regulado por lei.

Fonte de toda a galeria: gunpolice.org (pesquisa mundial realizada pela Universidade de Sidney (EUA), respaldada pela UNSCAR - Fundo Fiduciário da ONU de apoio à cooperação na regulação de armas)

Más para ti