Antes e depois dos líderes políticos mundiais

Luis Inacio Lula da Silva - antes
Luis Inacio Lula da Silva - hoje
Joe Biden - antes
Joe Biden - depois
Barack Obama - antes
Barack Obama - depois
Donald Trump - antes
Donald Trump - depois
Justin Trudeau - antes
Justin Trudeau - depois
Xi Jinping - antes
Xi Jinping - hoje
Olaf Scholz - antes
Olaf Scholz - hoje
Angela Merkel - antes
Angela Merkel - depois
Boris Johnson - antes
Boris Johnson - depois
Vladimir Putin, ontem
Vladimir Putin, hoje
Pedro Sánchez, ontem
Pedro Sánchez, hoje
Mário Draghi, ontem
Mário Draghi, hoje
Alberto II de Mônaco, ontem
Alberto II de Mônaco, hoje
Mark Rutte, ontem
Mark Rutte, hoje
António Costa, ontem
António Costa, hoje
Recep Tayyip Erdogan, ontem
Recep Tayyip Erdogan, hoje
Volodimir Zelenski, ontem
Volodimir Zelenski, hoje
Jacinda Ardern, ontem
Jacinda Ardern, hoje
Donald Tusk, ontem
Donald Tusk, hoje
Charles Michel, ontem
Charles Michel, hoje
Kim Jong-Un, ontem
Kim Jong-un, hoje
Andrés Manuel López Obrador, ontem
Andrés Manuel López Obrador, hoje
Nicolás Maduro, ontem
Nicolás Maduro, hoje
Mohamed VI, ontem
Mohamed VI, hoje
Luis Inacio Lula da Silva - antes

Na foto, Lula, então candidato a presidente do Brasil nas eleições de 1989, falava em uma reunião com membros da Câmara do Comércio.

Luis Inacio Lula da Silva - hoje

Lula foi presidente do Brasil durante o período de 2003 a 2011. Ele viabilizou políticas públicas para tirar o país do mapa da fome, construiu universidades e teve muita influência no cenário internacional. Atualmente, concorre ao cargo, novamente.

Joe Biden - antes

Este é o atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em 1978, em seu gabinete, depois de ser eleito senador. Sim, o tempo passa para todos e, nesta galeria, reunimos imagens de alguns dos principais políticos da atualidade em tempos passados e no presente. Confira!

Joe Biden - depois

Sua trajetória é longa. Antes de seu atual cargo, ele foi presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado dos EUA, além de ser o 47º vice-presidente do país, sob o mandato de Barack Obama. Sucedeu Donald Trump a partir do dia 20 de janeiro de 2021.

Barack Obama - antes

Este é o sorridente ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em 1990, quando era estudante de Direito, na prestigiada Harvard Law School. Na foto, ele sorri por ter sido eleito diretor da revista Harvard Law Review.

Barack Obama - depois

O jovem começou sua carreira política como senador de Illinois e não demorou muito para se tornar o 44º presidente dos EUA. De sua política, destacaram-se questões como a reforma sanitária, a mudança nas relações com Cuba e Irã, o casamento igualitário e a luta contra o terrorismo islâmico.

Donald Trump - antes

Esta foto data de 1982, 11 anos depois que Donald Trump herdou o negócio imobiliário de seu pai, Fred Trump, e renomeou-o como Organização Trump. Seus negócios e operações daquela época não pararam de crescer.

Donald Trump - depois

Ele era uma estrela do mundo empresarial e conseguiu tornar-se o 45º presidente dos Estados Unidos. Foi um dos líderes mais polêmicos dos nossos tempos, extremamente protecionista e descuidado nas relações internacionais. Inclusive, foi acusado de ser racista, entre outras coisas.

Justin Trudeau - antes

Justin Trudeau, o atual presidente do Canadá, posa aos nove anos com seus dois irmãos, Sacha e Michel. Na imagem, ele é o primeiro dos filhos, da esquerda para a direita. Seu pai, Pierre E. Trudeau, também aparece na foto (ele era o primeiro-ministro do Canadá), em 1980.

Justin Trudeau - depois

Justin Trudeau seguiu os passos de seu pai. Em 2015, tornou-se o 23º primeiro-ministro canadense. Ele é um político muito querido em seu país, considerado o refundador do Canadá moderno.  Recebeu críticas por ordenar o confinamento, devido à pandemia de covid-19, como aconteceu em muitos países.

Xi Jinping - antes

Em 2007, ele acabava de tornar-se o novo chefe do Partido Comunista de Xangai (China). Xi Jinping, então, denunciou a corrupção existente e prometeu criar um centro financeiro mundial na cidade.

Xi Jinping - hoje

Seis anos depois, ele foi nomeado o sétimo Presidente da República Popular da China. Xi Jinping trabalha duro para consagrar-se no poder e tornar-se uma referência, como o líder anterior, Mao.

Olaf Scholz - antes

Na foto, o socialista alemão estava em uma entrevista coletiva, em 2001, como Presidente Estadual do SPD (Partido Social-Democrata da Alemanha). Na época, era também senador pela cidade de Hamburgo.

Olaf Scholz - hoje

No final de 2021, Olaf Scholz tornou-se Chanceler Federal da Alemanha, substituindo Angela Merkel, após a vitória do SPD nas eleições presidenciais. Ele forma um governo com verdes e liberais, chamado 'coalizão de semáforos'. Seu primeiro grande desafio no cargo é, sem dúvida, a guerra na Ucrânia e o gás russo.

Angela Merkel - antes

Podemos ver a ex-presidenta alemã em sua juventude, em 1991. Emocionada, ele acabava de assumir dois cargos importantes: de vice-presidenta federal da CDU (União Democrata-Cristã) e de ministra federal da Mulher e da Juventude da Alemanha.

Angela Merkel - depois

Após 16 anos no cargo de chanceler alemã, Angela Merkel aposentou-se como uma das líderes mais influentes da história do país, não apenas dentro de suas fronteiras, mas também na Europa. Merkel presidiu o G8 e o Conselho Europeu.

Boris Johnson - antes

Aqui vemos Boris Johnson no ano 2000, em seu escritório, quando trabalhava como colunista do Telegraph e editor do New Statesman.

Boris Johnson - depois

Ele acabou tornando-se uma espécie de Trump britânico, polêmico e devastador. Além de seu penteado curioso, Johnson ficará na história por tirar o Reino Unido da União Europeia e por suas festas durante a pandemia do covid-19, entre outros problemas que terminaram com sua renúncia.

Vladimir Putin, ontem

Em 1999, Putin foi nomeado primeiro-ministro interino do Governo da Federação Russa, com 233 votos, e Boris Yeltsin apontou-o como seu sucessor.

Vladimir Putin, hoje

Até que, em 2000, tornou-se o presidente da Federação Russa e transformou o país em uma "democracia", na qual sua voz deve ser a mais importante para a nação. Atualmente, comanda a guerra contra a Ucrânia.

Pedro Sánchez, ontem

Este é o atual presidente da Espanha, Pedro Sánchez, em 2014, quando lutava para se tornar o novo secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), substituindo Alfredo Pérez Rubalcaba.

Pedro Sánchez, hoje

Em 2018, ele tornou-se o secretário-geral do PSOE, além de assumir o cargo como presidente do Governo da Espanha, formando uma coalizão com um grande grupo de partidos. Em 2023, a Espanha terá novas eleições, que determinarão se Sánchez permanecerá ou não no cargo.

Mário Draghi, ontem

Em 4 de março de 2006, Draghi assumiu o cargo de novo presidente do Banco da Itália. Ele já tinha um currículo completo, depois de ter sido o chefe bancário do Goldman Sachs.

Mário Draghi, hoje

Em 2011, ele tornou-se presidente do Banco Central Europeu e, dez anos depois, em 2021, primeiro-ministro da Itália, além de presidente do Conselho de Ministros de seu país.

Alberto II de Mônaco, ontem

Eis aqui o então príncipe, na década de 1970, quando ainda era estudante. Ele frequentou o Albert Premier Lyceum e, posteriormente, o Amherst College, em Massachusetts, nos Estados Unidos.

Alberto II de Mônaco, hoje

Desde 2005, ele tornou-se o príncipe soberano, sucedendo seu pai, Rainier III. Em 2011, casou-se com a sul-africana Charlene Wittstock, no Salão do Trono do Palácio Grimaldi.

Mark Rutte, ontem

Na imagem, o neerlandês fala ao público durante a noite das eleições nacionais, nos Países Baixos, em 9 de junho de 2010. Ele era o líder do Partido Liberal Neerlandês (VVD).

Mark Rutte, hoje

E foi precisamente desde aquele ano, 2010, que Mark Rutte tornou-se o primeiro-ministro de seu país. Foram muitas as mudanças políticas que ele comandou, nos últimos 12 anos. Quatro governos diferentes e duas renúncias, mas ele segue no poder.

António Costa, ontem

Na foto, o então Ministro do Interior de Portugal fazia um discurso em Vicenza, na Itália, durante a inauguração da Força Policial Militar Europeia (EMF), em 2006.

António Costa, hoje

Em 2014, ele passou a secretário-geral do Partido Socialista de Portugal e, em 2015, tornou-se o primeiro-ministro de seu país, cargo que ocupa atualmente. Costa fez grandes avanços, como restabelecer a semana de trabalho laboral de 35 horas.

Recep Tayyip Erdogan, ontem

Na imagem, podemos ver Erdoğan em um encontro com ativistas, em 1994, quando era candidato a prefeito de Istambul, pelo partido de Refah Partisi. Ele acabou vencendo as eleições municipais daquele ano e tornou-se prefeito da cidade, até 1998.

Recep Tayyip Erdogan, hoje

Em 2001, criou o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) e, em 2002, tornou-se primeiro-ministro da Turquia. Após três mandatos nesse cargo, assimiu como presidente do país, em 2014. Um líder polêmico, que, depois de muitos anos no poder, suscita dúvidas na União Europeia.

Volodimir Zelenski, ontem

A imagem é do então ator e comediante Volodimir Zelenski, durante as filmagens do programa 'Evening Kiev'. Bons tempos em que ele só tinha que lidar com seu público, e não com a guerra.

Volodimir Zelenski, hoje

Em maio de 2019, ele tornou-se o primeiro-ministro da Ucrânia e, desde que chegou ao poder, seu governo enfrenta momentos difíceis, em uma escalada de tensões com a Rússia. O momento atual é de guerra e ele segue firme na defesa de seu país.

Jacinda Ardern, ontem

Na imagem, a atual presidente da Nova Zelândia, em 2012, como membro do Partido Trabalhista de seu país, na 96ª conferência anual, realizado em Ellerslie. Em um momento delicado para o dirigentes do partido, ela assumiu a voz da liderança.

Jacinda Ardern, hoje

Em 2017, ela tornou-se a 40ª primeira-ministra da Nova Zelândia. Na época, era a mais jovem a assumir o cargo, com apenas 37 anos. Foi muito elogiada por sua resposta forte, mas inclusiva, aos ataques de Christchurch, em 2019, e por como lidou com a pandemia do Covid-19.

Donald Tusk, ontem

Na imagem, o político polonês posa como senador de seu país, em 1998.

Donald Tusk, hoje

Donald Tusk passou de senador a primeiro-ministro da Polônia, cargo que ocupou de 2007 a 2014. Depois, tornou-se presidente do Conselho Europeu, de 2014 a 2019.

Charles Michel, ontem

Em fevereiro de 2008, o então ministro belga da Cooperação para o Desenvolvimento, Charles Michel, participou da reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre crianças e conflitos armados, na sede da ONU, em Nova York.

Charles Michel, hoje

Michel seguiu passos semelhantes aos de Tusk, primeiro em seu país e depois na Europa. Em 2014, tornou-se primeiro-ministro da Bélgica, onde permaneceu até 2019. A partir daí, tornou-se Presidente do Conselho Europeu, substituindo precisamente Tusk, e está lá até hoje.

Kim Jong-Un, ontem

Aqui está Jong-Un, muito jovem, um ano depois de assumir o cargo de líder supremo da Coreia do Norte, em 2012, durante um grande desfile militar, para comemorar os 100 anos do nascimento do fundador do país, seu avô, Kim Il-Sung, em Pyongyang.

Kim Jong-un, hoje

Desde que ocupou o cargo de líder supremo, em 2011, ele busca superar o pai e o avô através da força, ameaçando a todos com armas nucleares.

Andrés Manuel López Obrador, ontem

Em abril de 2005, o então prefeito da Cidade do México falava perante a Câmara dos Deputados. Naquela época, dizia-se que ele poderia ser destituído do cargo, devido a um escândalo de planejamento urbano.

Andrés Manuel López Obrador, hoje

Atual presidente do México, cargo que ocupa desde dezembro de 2018, seu governo é focado em questões de corrupção e distribuição de riqueza. Por sua retórica e estilo de governo, é qualificado como populista.

Nicolás Maduro, ontem

Na imagem, o então presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Nicolás Maduro, quando discursava durante uma manifestação de 1º de maio, na Plaza de la Revolución, em Havana, em 2005.

Nicolás Maduro, hoje

Em 2013, após a morte de Hugo Chávez, Maduro tornou-se o 48º presidente da República da Venezuela. Ele tem tanto apoiadores, como detratores. Os últimos o rotulam de ditador e o rótulo também é designado a ele fora de suas fronteiras.

Mohamed VI, ontem

Este é o filho mais velho do rei Hassan II de Marrocos, o príncipe herdeiro Sidi Mohamed. Na foto, ele visitava a 11ª Divisão Francesa de Paraquedistas, em Toulouse, na França, 1993.

Mohamed VI, hoje

Em 1999, apenas seis anos depois dessa visita a Toulouse, o jovem príncipe tornou-se Mohamed VI de Marrocos. Durante seu mandato, ele apoiou o pluralismo político e criou um novo código familiar, o Mudawana, que dá às mulheres maior poder e independência. É um dos grandes aliados do Ocidente na região, embora tenha seus desentendimentos com a Espanha, devido à proximidade territorial.

Más para ti