Quem era Harry Brant, o filho de Stephanie Seymour, morto aos 24 anos?

Promessa do mundo da moda
Partida precoce
Família arrasada
Filho do um rico empresário
Os novos príncipes de NY
Parceria com a MAC Cosmetics
Querido por todos
Uma alma criativa
Lembranças que ficam
O dia em que foi preso
Nova detenção
Dependente químico
Planos falidos
Amizades
Família poderosa
Amantes da arte
O passado de Stephanie Seymour
Herdeiro da profissão da mãe
Fim de uma carreira
Descansa em paz
Promessa do mundo da moda

Harry Brant, um dos jovens ícones da moda em Nova York e filho da super modelo dos anos 1990, Stephanie Seymour, foi encontrado morto, no último domingo (17), por sua família.

Partida precoce

O modelo, que tinha 24 anos, era uma personalidade influente da sua geração e presença constante em festas e eventos de moda. Segundo o jornal The New York Times, sua morte foi causada por uma overdose acidental de medicamentos receitados.

Família arrasada

Harry Brant lutava contra os vícios em diversas substâncias. "Sempre estaremos tristes de que sua vida tenha acabado devido a esta cruel doença", diz o comunicado emitido por sua família e enviado aos meios de comunicação.

Filho do um rico empresário

Harry Brant era um dos três filhos do multimilionário Peter Brant e de sua esposa,  Stephanie Seymour, casados desde 1995. Além deles, a top model tem outro herdeiro, Dylan Thomas Andrews, fruto de seu relacionamento com o guitarrista Tommy Andrews.

Os novos príncipes de NY

A fama de Harry Brant ia mais além dos círculos elitistas da cosmopolita cidade estadunidense. Ao lado do irmão Peter Brant II (Peter Jr.) apareceu em revistas de moda e subiu diversas vezes às passarelas. A dupla era conhecida como "os novos príncipes de NY".

Parceria com a MAC Cosmetics

Embora, para muitos, são lembrados por seus perfis festeiros e estilo descolado, Harry Brant e Peter Brant II também eram empreendedores. Juntos, criaram, em 2015, uma linha de maquiagem para a MAC Cosmetics, que foi um sucesso.

Querido por todos

Harry Brant era um jovem muito querido pelas pessoas ao seu redor: "Não era só nosso filho. Também era um irmão maravilhoso, um neto carinhoso, um tio favorito e um amigo carinhoso", garantiu sua família no comunicado sobre sua morte.

Uma alma criativa

"Era uma alma criativa, amorosa e poderosa que trouxe luz ao coração de muitas pessoas."

Lembranças que ficam

"Era realmente uma pessoa encantadora tanto por dentro como por fora", completa o comunicado.

O dia em que foi preso

Harry Brant virou notícia não só por seu talento no mundo da moda. Também chamou a atenção da imprensa quando foi preso, em 2016, depois de se negar a pagar um taxi.

Nova detenção

Pouco tempo depois, o filho de Stephanie Seymour foi parar na delegacia de novo. Desta vez, sua detenção estava relacionada à posse de substâncias ilegais.

Dependente químico

Harry Brant teve contato com as drogas ainda muito jovem. Segundo The New York Times, estava a ponto de começar um tratamento.

Planos falidos

Sua família planejava interná-lo em um centro de reabilitação, o que terminou não sendo possível, já que o jovem perdeu a vida antes.

Amizades

A família Kardashian, Michelle Rodriguez (foto), Paris e Nicky Hilton foram algumas das celebridades que publicaram mensagens lamentando o desaparecimento de Harry Brant.

Família poderosa

A família de Harry Brant é uma das mais poderosas dos Estados Unidos. Seu pai, Peter Brant, é o proprietário do jornal White Birch Paper e da Brant Publications Inc., que inclui a famosa revista Interview.

Amantes da arte

Além disso, a familia Brant também possui uma importante coleção de obras de arte, valorizada em milhões de dólares. Entre suas peças, há, por exemplo, uma escultura de Jeff Koons, que decora o jardim de sua mansão.

O passado de Stephanie Seymour

Já sua mãe, Stephanie Seymour foi uma das musas do falecido Gianni Versace nos anos 1990. Sua fama era equivalente a de outras top models como Claudia Schiffer e Linda Evangelista.

Herdeiro da profissão da mãe

Harry Brant começou a amar o mundo da moda desde pequeno e nela desenvolveu sua profissão.

Fim de uma carreira

"Teve muito sucesso em 24 anos, mas nunca teremos a oportunidade de ver quanto mais poderia ter tido", contava sua família no comunicado sobre sua morte.

Descansa em paz

"Sempre será lembrado", concluiu a família.

Veja também: Antes e depois das super modelos dos anos 90

Más para ti