Mês do orgulho: personagens LGBTQIA+ inesquecíveis da TV

Crô - Fina Estampa
Clara e Rafa - Mulheres Apaixonadas
Calliope Torres - Grey's Anatomy
Félix - Amor à Vida
Cameron Tucker e Mitchell Pritchett - Modern Family
Yorkie y Kelly - San Junipero (Black Mirror)
Lana Winters - American Crime Story: Asylum
Sophia Burset - Orange is the New Black
Waylon Smithers - Os Simpsons
Ellen Morgan - Ellen
Jamal Lyon - Empire
Xena: A Princesa Guerreira
Omar Little - The Wire
Jack McFarland - Will & Grace
Denise - Master of None
Lafeyette Reynolds - True Blood
Cyrus Goodman - Andi Mack
Blaine Anderson - Glee
Jack McPhee - Dawson's Creek
Kenny O'Neal - The Real O'Neals
Kurt Hummel - Glee
Anissa Pierce - Raio Negro (Black Lightning)
Nicky Nichols - Orange is the New Black
Blanca Evangelista - Pose
Roger - American Dad
Santana López e Brittany Pierce - Glee
Stewie Griffin - Family Guy
Titus Andromedon - Unbrakable Kimmy Schmidt
Willow Rosenberg - Buffy, a Caça-Vampiros
Crô - Fina Estampa

Marcelo Serrado divertiu os espectadores na pele de Crodoaldo Valério, o Crô, na novela 'Fina Estampa', exibida pela TV Globo em 2011.

Clara e Rafa - Mulheres Apaixonadas

Em 2003, Alinne Moraes e Paula Picarelli interpretaram um casal romântico e disposto a enfrentar qualquer preconceito para viver seu amor, nesta novela de Manoel Carlos, exibida na TV Globo.

Calliope Torres - Grey's Anatomy

A personagem interpretada por Sara Ramírez, durante as 11 temporadas da série, é um verdadeiro ícone. Seu relacionamento com Arizona Robbins (Jessica Capshaw) foi aplaudida pela crítica e virou uma referência para a comunidade.

Félix - Amor à Vida

Félix foi o vilão brilhantemente interpretado por Mateus Solano, na novela 'Amor à Vida', de Manoel Carlos, em 2014.

Cameron Tucker e Mitchell Pritchett - Modern Family

Os personagens de Eric Stonestreet e Jesse Tyler  têm feito um trabalho sensacional pela visibilidade do coletivo na televisão. O casal é peça fundamental do elenco protagonista de 'Modern Family', há 11 temporadas.

Yorkie y Kelly - San Junipero (Black Mirror)

Mackenzie Davies (Yorkie) e Gugu Mbatha-Raw (Kelly) formaram um dos melhores casais da história da televisão. E em apenas um episódio: 'San Junipero', da série 'Black Mirror'. A química entre as atrizes e a história que protagonizam tiveram um impacto imediato.

Lana Winters - American Crime Story: Asylum

A personagem interpretada por Sarah Paulson é uma jornalista que é internada, por engano, em um hospital psiquiátrico de Briarcliff Manor, por divulgar os horrores que se vive naquele lugar. Em pleno anos 60, ela tem que esconder, da sociedade, sua relação com alguém do seu mesmo gênero.

Sophia Burset - Orange is the New Black

A personagem interpretada por Laverne Cox fez história na televisão e proporcionou à atriz o título de primeira transe*ual a ser nominada ao Emmy de melhor atriz. Sophia Burset é um exemplo do preconceito sofrido dentro da prisão.

Waylon Smithers - Os Simpsons

O mítico personagem de 'Os Simpsons' demorou 27 temporadas para assumir sua se*ualidade. Vários capítulos foram dedicados aos sentimentos que Smithers tinha pelo Sr. Burns até que, finalmente, o rapaz criou um perfil em Grindr.

Ellen Morgan - Ellen

O episódio 'The Puppy Episode' foi um dos mais vistos da história da televisão dos Estados Unidos. Entretanto, a série foi cancelada em 1998 e Ellen passou anos afastada das telas.

Jamal Lyon - Empire

O personagem interpretado por Jussie Smollett enfrenta um pai homofóbico e violento. Infelizmente o incidente da denúncia falsa fez cair grande parte do simbolismo do personagem.

Xena: A Princesa Guerreira

Sua relação com Gabriell (Renee O'Connor) foi suficiente para que a comunidade LGBT as abraçara. Anos depois do final da série, Lucy Lawless confirmou que Xena era "abertamente bisse*ual".

Omar Little - The Wire

Para muitos, este é o melhor personagem da melhor série de todos os tempos. Omar Little (Michael K. Williams) era um renomado e temido traficante que seguia um código moral estrito: nunca rouba nem ameaça quem não está dentro do negócio. Teve três  relacionamentos ao longo da trama.

Jack McFarland - Will & Grace

Jack era o melhor amigo de Will nesta mítica comédia. Idolatrava Cher e era fã de Buffy. Sean Hayes transformou seu personagem em uma lenda da TV.

Denise - Master of None

Lena Waithe criou e protagonizou o melhor capítulo desta série tão sublime. 'Thanksgiving' (2x08) narra a história da difícil realidade de uma garota negra, em uma família católica e homofóbica.

Lafeyette Reynolds - True Blood

A força do personagem interpretado por Nelsan Ellis era tanta que a HBO decidiu mantê-lo nas sete temporadas da série, ao contrário da versão literária, onde ele é assassinado muito antes. Ser um vampiro subestimado por sua orientação fez com que o personagem enfrentasse todos os que lhe desafiaram, especialmente em combates corpo a corpo.

Cyrus Goodman - Andi Mack

Cyrus Goodman (Joshua Rush) tem 13 anos e é o protagonista da história. Confessa a sua amiga Buffy que está apaixonado por Jonah, um colega da escola.

Blaine Anderson - Glee

De acordo com os fãs, este é o melhor personagem da série. Blaine, interpretado por Darren Cris nunca teve medo de admitir quem era, muito menos se deixava amedrontar por ninguém. Um exemplo que conquistou milhões de pessoas no mundo inteiro.

Jack McPhee - Dawson's Creek

Jack McPhee foi o protagonista do primeiro beijo entre homens na televisão estadunidense. O personagem, interpretado por Kerr Smith, abriu as portas a gerações posteriores, justo no começo do século XXI, quando tudo começou a mudar. Jack teve que enfrentar um pai conservador e uma cidade intolerante.

Kenny O'Neal - The Real O'Neals

O personagem de Noah Galvin teve mais relevância do que o esperado, devido às declarações do ator fora das gravações. Ao New York Magazine, ele disse: "isto não é sair do armário", referindo-se à confissão de Colton Haynes ('Arrow').

Kurt Hummel - Glee

Quando finalmente assume sua condição, em um ambiente nada favorável, o personagem de Chris Colfer explora todo seu potencial. Encontra Blaine Anderson (Darren Criss) e forma um dos casais  mais influentes da televisão.

Anissa Pierce - Raio Negro (Black Lightning)

Nafessa Williams, intérprete da super-heroína, declarou à Entertainment Weekly: "O amor é amor. Estou muito agradecida de contar a história destas jovens, que não são as que aparecem com mais frequência na televisão".

Nicky Nichols - Orange is the New Black

Nicky Nichols é viciada em heroína, tem um gênio incorrigível e diz tudo o que quer. Natasha Lyone criou um personagem arrogante e ao mesmo tempo adorável. Vive seu amor livremente e namora quase toda a Penitenciária de Litchfield, do qual está muito orgulhosa.

Blanca Evangelista - Pose

MJ Rodríguez é o centro desta série incrível. O elenco protagonista é formado por transe*uais e a Mãe da Casa Evangelista é como uma rainha de coração justo.

Roger - American Dad

Roger Smith é um alienígena andrógino adorado por muitos, entre outros motivos, por recriar 'Papa Don't Preach', de Madonna, em um momento que ficou marcado na televisão.

Santana López e Brittany Pierce - Glee

Rayn Murphy soube criar, com excelência, a trama de Santana (Naya Rivera) e Brittany (Heather Morris). A primeira, sempre furiosa e, a segunda, distraída, formaram um dos casais mais bonitos da série, mas não foi fácil!

Stewie Griffin - Family Guy

Apesar de ter apenas um ano de idade, Stewie já sabe o que quer: destruir o mundo. Também parece ter certeza da sua se*ualidade, pois sente-se atraído por homens e mulheres.

Titus Andromedon - Unbrakable Kimmy Schmidt

Ronald Wilkerson passou seus anos de estudante escondendo sua orientação se*ual, inclusive chegou a ser o rei do baile de formatura. Até que no dia do seu casamento com Vonda Jeanne Brooks, confessou a verdade. Neste dia, nasceu Titus Andromedon, aspirante à estrela da Broadway.

Willow Rosenberg - Buffy, a Caça-Vampiros

Talvez seja a melhor série dos anos 90 e isso deve-se a personagens como Willow (Alyson Hannigan). Ela começou tímida até se tornar uma mulher poderosa que sente atração por Tara MacLay, con quem tem uma relação inesperada e aplaudida naquela época.

Más para ti