Ícones contemporâneos LGBTQIAP+

Kristen Stewart
Ian McKellen
Demi Lovato
Neil Patrick Harris
Cara Delevingne
Elliot Page
Ellen DeGeneres
Jim Parsons
Alan Cumming
Amandla Stenberg
Ashley Benson
Bella Thorne
Madonna
Anna Paquin
Billie Jean King
Billie Joe Armstrong
Billy Porter
Caitlyn Jenner
Carl Nassib
Cynthia Nixon
Drew Barrymore
Elton John
Evan Rachel Wood
Fergie
Gigi Gorgeous
Gillian Anderson
Halsey
Ian Thorpe
Indya Moore
Jaden Smith
Jodie Foster
Kaitlynn Carter
Jojo Siwa
Josh Cavallo
Angelina Jolie
Kate McKinnon
Katy Perry
Kerron Clement
Lady Gaga
Lauren Jauregui
Laverne Cox
Lena Waithe
Mara Wilson
Lil Nas X
Matt Bomer
Lili Reinhart
Martina Navratilova
Megan Fox
Matt Dallas
Michael Stipe
Michael Urie
Mika
Miley Cirus
MJ Rodriguez
Nikkie Tutorials
Olivia Ponton
Olly Alexander
Orlando Cruz
Megan Rapinoe
Pedro Almodóvar
Pete Townshend
Portia de Rossi
Raven-Symoné
Ricky Martin
Michael Sam
Ruby Rose
RuPaul
Rupert Everett
Ryan Murphy
Amélie Mauresmo
Sam Smith
Sara Ramírez
Sophie Turner
Rita Ora
Stella Maxwell
Tessa Thompson
Janelle Monáe
Tim Cook
Tiziano Ferro
Tom Daley
Troye Sivan
Victor Garber
Wentworth Miller
Adam Lambert
Angela Ponce
Rachel Slawson
Alejandro Amenábar
Anne Hathaway
Beyoncé
Brad Pitt
Britney Spears
Cher
Chris Evans
Christina Aguilera
Cindy Lauper
Colin Farrell
George Clooney
Hayden Panettiere
Julianne Moore
Kesha
Kylie Minogue
Lily Allen
Macklemore
Mariah Carey
Nicki Minaj
Olivia Wilde
Zac Efron
Kristen Stewart

Vivemos tempos de maior diversidade, mas há também uma forte reação conservadora às liberdades que vêm sendo conquistadas. Por isso, o papel das celebridades como pessoas de referência é tão importante. Na galeria, reunimos vários dos principais. COnfira!

Ian McKellen

O ator britânico continua a lutar contra todas as formas de discriminação. Ele não hesita em participar ativamente das manifestações do Dia do Orgulho. Ele "saiu do armário" em 1988, durante uma entrevista, num programa de rádio da BBC.

Demi Lovato

Ela declarou-se como uma pessoa de gênero não-binário e promove a normalidade desta condição. À Entertainment Weekly, disse, em 2021: “Sou muito queer para me casar com um homem”.

Neil Patrick Harris

Neil Patrick Harris tornou-se o embaixador da comunidade LGBTQIAP+ em Israel. Ele não tinha a pretensão de tornar-se um ícone, mas é tido como uma verdadeira referência dentro do grupo. Sua maneira de atuar é exemplar.

Cara Delevingne

A modelo e atriz britânica declara-se p a n s e x u a l (que sente atração por pessoas, independemtemente de seu gênero). "Eu cresci em uma família inglesa antiquada e reprimida, e usei a palavra 'g a y' para descrever coisas ruins. Mas acho que fiz isso porque não queria admitir quem eu realmente era. Não queria decepcionar minha família, mas estava infeliz", disse ela à Variety.

Elliot Page

O ator é uma referência hollywoodiana para o grupo de pessoas t r a n s e x u a i s. Antes da transformação, chamava-se Ellen Page. Fez papéis maravilhosos nos filmes 'Juno' e na série 'The Umbrella Academy'.

Ellen DeGeneres

Ela foi uma das pioneiras no mundo do entretenimento. Casou-se com a atriz e modelo Portia de Rossi, em 2008.

Jim Parsons

O bom e velho Sheldon está casado com o produtor Todd Spiewak, desde 2017. Foi numa entrevista ao The New York Times, em 2012, que o ator declarou publicamente sua opção.

Alan Cumming

O ator escocês considera-se b i s s e x u a l  e casou-se com o artista gráfico Grant Shaffer, em 2007. No entanto, ele odeia ser questionado sobre isso, porque acha que é uma maneira de rotular as pessoas.

Amandla Stenberg

Vimos a atriz em 'Jogos Vorazes' ('The Hunger Games: Os Jogos da Fome', em Portugal) como Rue. Ela declarou, em 2016, que era b i s s e x u a l  e, posteriormente, h o m o s s e x u a l. “Minha opção não é consequência das minhas experiências passadas com homens que amei, é apenas algo com o qual nasci e que aprecio muito", disse à revista Wonderland.

Ashley Benson

Ela foi companheira de Cara Delevigne e também tornou-se personagem icônico dentro do coletivo.

Bella Thorne

A atriz e cantora inicialmente declarou-se b i s s e x u a l, mas esclareceu, em 2019, que na realidade, é  p a n s e x u a l. Ela é um ícone de liberdade festiva, quando se trata de liberdade de escolhas.

Madonna

Foi defensora ferrenha da diversidade, em tempos muito menos tolerantes que este. Ela disse, em entrevista ao The Advocate: "Acho que todo mundo tem uma natureza b i s s e x u a l".

Anna Paquin

Em um vídeo de uma campanha pelos direitos das pessoas LGBTQIAP+, em 2010, a atriz, que deu vida a P í c a r a em 'X-Men', disse: "Sou Anna Paquin, sou b i s s e x u a l e não me importo". A última parte da frase era o slogan da campanha, mas depois ela alegou que forma parte do coletivo.

Billie Jean King

A ex-tenista lutou como jogadora pela igualdade entre mulheres e homens. Hoje, ela é uma importante ativista. L é s b i c a, casou-se secretamente com sua namorada, depois de 34 anos juntas.

Billie Joe Armstrong

O vocalista da banda Green Day é b i s s e x u a l, condição que, como defende, é inata em todas as pessoas. Em entrevista ao The Advocate, ele disse: "A sociedade dedica-se a dizer que é algo ruim, mas é uma coisa muito bonita".

Billy Porter

O ator, que vimos como uma fada madrinha na versão modernizada de Cinderela, é conhecido por sua aparência fabulosa. Ele é um dos mais importantes ativistas do coletivo, nos Estados Unidos.

Caitlyn Jenner

Caitlyn Jenner é pai das irmãs Jenner e padrasto das Kardashians. É uma mulher  t r a n s e x u a l, que declara sentir atração por mulheres. Ela decidiu mudar para a vida que sempre quis, aos 66 anos.

Carl Nassib

"Quero fazer uma pausa para dizer que sou g a y". Com essas palavras, Carl Nassib fez história na NFL ao se tornar o primeiro jogador de futebol americano ativo a dar este passo, em público.

Cynthia Nixon

A atriz de 'S e x and the City' casou-se com a ativista Christine Marinoni, em 2012, e tiveram um filho juntas. Quando questionada sobre a condição de seu relacionamento, ela, que anteriormente já teve uma relação de 15 anos com Danny Mozes, respondeu: "Foi minha decisão ser l é s b i c a."

Drew Barrymore

Drew Barrymore é outra das atrizes de Hollywood que se declara b i s s e x u a l. "E se eu gostar de mulheres também? Sim, gosto muito", disse ela em uma entrevista, em 2007.

Elton John

Como Ian McKellen, Elton é outro veterano da luta LGBTQIAP+. Ele declarou-se abertamente h o m o s s e x u a l, em 1988. Casou-se com David Furnish, assim que o Reino Unido aprovou a união oficial entre homens.

Evan Rachel Wood

Foi através do Twitter, em 2011, que Evan Rachel Wood declarou-se b i s s e x u a l. Desde então, tem sido uma grande ativista. Em 2017, recebeu um prêmio por dar visibilidade ao grupo.

Fergie

A cantora, que fazia parte da banda Black Eyed Peas, defendeu sua b i s s e x u a l i d a d em uma entrevista ao The Advocate: "Eu acho as mulheres lindas. Divirto-me muito com elas e não tenho vergonha disso. "

Gigi Gorgeous

Ela é uma mulher t r a n s g ê n e r o que se assumiu como tal em 2013. Hoje, vive orgulhosa tanto profissionalmente, com seu canal no YouTube, quanto com sua vida privada, como grande defensora do coletivo.

Gillian Anderson

A atriz de 'Arquivo X' e 'S e x Education' falou em uma entrevista de 2012 sobre o relacionamento que teve com uma mulher (já falecida). Gillian também esteve envolvida com Jemima Goldsmith. Uma mulher livre.

Halsey

A cantora estadunidense identifica-se com o termo b i s s e x u a l  e é outra grande ativista dentro do grupo. Em uma música com Lauren Jauregui,  canta: "We're not lovers, we're just strangers..." e narra uma história de amor entre duas mulheres.

Ian Thorpe

O nadador Ian Thorpe tornou-se referência para o grupo. "Quero dizer ao mundo que sou g a y. Espero que isso facilite as coisas para os outros", foram suas palavras.

Indya Moore

Ela é uma mulher t r a n s g ê n e r o, muito conhecida por seu papel em 'Pose', série que fala justamente sobre a cena cultural afro-americana e latina LGBTQIAP+. Em uma entrevista, disse: "Quero imaginar como seria viver em um mundo sem t r a n s f o b i a."

Jaden Smith

Filho de Will Smith, ele revolucionou as redes sociais ao parabenizar Tyler The Creator, referindo-se a ele como seu parceiro. Há quem o acuse de brincar com a ambiguidade mas, na realidade, Jaden é apenas um jovem do século XXI, que deixou para trás as convenções.

Jodie Foster

A atriz que viveu Clarice Starling, em 'O Silêncio dos Inocentes'. falou de sua s e x u a l i d a d e, em grande estilo, durante o discurso na gala do Globo de Ouro de 2013.

Kaitlynn Carter

Kaitlynn Carter é b i s s e x u a l e, ao longo de sua vida, ficou conhecida por ter relações tanto com homens (Brody Jenner, Cody Simpson), quanto com mulheres, como foi o caso de Miley Cyrus.

Jojo Siwa

Em suas redes sociais, a atriz, cantora e dançarina declarou-se p a n s e x u a l e membro da comunidade LGBTQIAP+, em 2021. Ela fala abertamente sobre isso e participa das paradas do orgulho, feliz da vida!

Josh Cavallo

O até então semi-desconhecido jogador de futebol australiano tornou-se mundialmente famoso ao se tornar o primeiro jogador de futebol g a y ativo. Ele não apenas deu esse passo importante dentro do futebol, como também gerou uma campanha de normalização do tema.

Angelina Jolie

Embora sempre tenha sido casada com homens, a realidade é que Angelina Jolie é b i s s e x u a l (ela já falou sobre isso em várias ocasiões). Grande defensora do coletivo, foi especialmente veemente ao criticar a censura do filme 'Eternos', por sua trama h o m o s s e x u a l.

Kate McKinnon

A atriz e comediante americana declarou-se abertamente h o m o s s e x u a l  e, após ganhar o Emmy de Melhor Atriz Coadjuvante em Comédia, em 2016, garantiu que, entre suas referências, estava Ellen DeGeneres.

Katy Perry

“Falo minhas verdades e mostro minhas fantasias nas minhas singelas músicas pop. O melhor exemplo é a canção 'I kissed a girl and I liked it'. A verdade é que fiz muito mais do que isso", disse a cantora, que não hesitou em hastear a bandeira multicolorida, no Prêmio Nacional de Igualdade de 2008, em Los Angeles.

Kerron Clement

O campeão olímpico de atletismo dos EUA é g a y. Ele postou em sua conta do Instagram: "Está ao nosso alcance levantar a voz e não ter medo da inclusão no esporte. Temos de lutar contra a discriminação, por isso estou aqui, espero inspirar outros a fazerem o mesmo".

Lady Gaga

Lady Gaga tornou-se um ícone importante para a comunidade LGBTQIAP+ devido ao seu engajamento para combater a discriminação contra este grupo. Além disso, a excêntrica atriz e cantora declara-se b i s s e x u a l.

Lauren Jauregui

A cantora do Fifth Harmony considera-se b i s s e x u a l e é uma grande defensora dos direitos das pessoas do coletivo. "Sou queer e aqui estou", disse em um teste para a revista Them.

Laverne Cox

Ela é atriz, estrela de reality show, produtora de televisão e defensora dos direitos do coletivo. Laverne Cox tornou-se a primeira mulher t r a n s g ê n e r o  a ser indicada ao Emmy, na categoria de Melhor Atriz, em 2014.

Lena Waithe

A atriz e roteirista de 'Master of None' é uma ativista muito comprometida com o coletivo LGBTQIAP+. Quem não se lembra do discurso emocionado sobre diversidade que ela fez no Emmy, em 2017?

Mara Wilson

A pequena 'Matilda' revelou sua b i s s e x u a l i d a d e em sua conta no Twitter: "Eu costumava me identificar como hetero, mas ultimamente comecei a sentir que sou bi ou queer", postou logo após o massacre homofóbico na boate Pulse, em Orlando, em 2016.

Lil Nas X

O rapper e compositor estadunidense decidiu assumir sua opção via Twitter, no último dia do mês do Orgulho, nos EUA. "Era algo que eu sabia que tinha de fazer", disse ele a Ellen DeGeneres, no programa 'The Ellen Show'.

Matt Bomer

Ele é g a y e casou-se, em 2011, com o publicitário Simon Halls, com quem teve três filhos. Em entrevista à revista Attitude, garantiu que sair do armário prejudicou sua carreira, mas que sabia que não havia outra opção para viver livremente.

Lili Reinhart

A atriz de 'Riverdale' é b i s s e x u a l, algo que descobriu desde muito jovem, como afirmou em entrevista à Flaunt Magazine. Ela também disse à mesma revista: "Para meus amigos mais próximos, os amigos de infância, minha b i s s e x u a l i d a d e não foi um segredo."

Martina Navratilova

A ex-tenista tcheca, vencedora de nove torneios em Wimbledon, é uma ativista convicta dos direitos das pessoas do coletivo LGBTQIAP+. Ela se declarou l é s b i c a em 1981, quando tornou-se cidadã estadunidense, e está envolvida em várias instituições de caridade que promovem os direitos do grupo.

Megan Fox

Em comemoração ao Mês do Orgulho G a y 2021, a atriz postou em sua conta do Instagram: "Colocando o B em #LGBTQIA há mais de duas décadas". Sim, Megan Fox é abertamente b i s s e x u a l  e tende a dar muita visibilidade ao coletivo.

Matt Dallas

O ator estadunidense, conhecido por seu papel como Kyle Trager, na série 'Kyle Xy', anunciou ao mundo que era g a y, em 2013, ao mesmo tempo em que tornava público seu compromisso com Blue Hamilton, com quem se casou em 2015. Juntos, eles tentam normalizar o tema através de seu canal no YouTube, 'Matt & Blue', onde abordam a vida como um casal de homens, com um filho em comum.

Michael Stipe

O líder e vocalista da banda REM declarou-se um "artista g a y", na revista Time, em 2001, mas só em 2008, falou disso mais detalhadamente. Ele contou para a revista Spin que tomou esta decisão para "ajudar os jovens por aí".

Michael Urie

O ator, produtor e diretor, conhecido por seu papel como Marc, em 'Ugly Betty', declarou-se abertamente b i s s e x u a l  e a favor de personagens g a y s interpretados por atores também g a y s, como insistiu em fazer com o filme de Natal da Netflix, 'Single All The Way'.

Mika

Depois de declarar-se g a y, o cantor libanês infelizmente perdeu o contato com sua família, que tem uma atitude mais tradicional. À revista Instict, revelou: "Se você me perguntar se sou g a y, direi que sim. Se você me perguntar se as músicas que canto são sobre um relacionamento com um homem, direi que sim".

Miley Cirus

Ela é p a n s e x u a l, participa de eventos relacionados ao coletivo, com regularidade, e levanta a bandeira do orgulho em seus shows e nas redes sociais!

MJ Rodriguez

Ela é uma mulher t r a n s acostumada a reivindicar os direitos do coletivo, na ficção e na realidade. Na série 'Pose', da Netflix, a atriz interpreta Blanca Rodriguez-Evangelista e fala sobre a comunidade latina LGBTQIAP+, nos EUA.

Nikkie Tutorials

A conhecida youtuber especializada em maquiagem, em um dos vídeos de seu canal, aproveitou para contar aos seguidores: "É hora de ser verdadeiramente livre. Nasci no corpo errado, isso significa que sou t r a n s g ê n e r o", disse ela no vídeo.

Olivia Ponton

A modelo e tiktoker declarou justamente por meio de sua conta no TikTok, que era muito orgulhosa de ser b i s s e x u a l. Ela apresentou sua namorada a todos os seus seguidores.

Olly Alexander

O ator e cantor de Years & Years é g a y. Hoje, ele parece bem e leva uma vida plena, mas passou por um caminho difícil, tendo que superar a depressão e a ansiedade. Segundo revelou à revista Vice, "é muito difícil ser g a y em um mundo predominantemente h e t e r o s s e x u a l".

Orlando Cruz

Foi o primeiro boxeador a reconhecer-se g a y. Ele sempre fez questão de reivindicar sua condição, indo para as lutas com uma bandeira multicolorida.

Megan Rapinoe

A estaduunidense é uma das melhores jogadoras de futebol de todos os tempos. Ela revelou ser l é s b i c a em uma entrevista à revista Out, em 2012. Megan é uma importante ativista dentro do coletivo, nos EUA.

Pedro Almodóvar

O diretor de cinema espanhol é dos que nunca se importou em mostrar seu status g a y. Além disso, o coletivo LGBTQIAP+ sempre esteve muito bem representado em seus filmes.

Pete Townshend

Em sua juventude, o guitarrista e líder da banda The Who contou que tinha uma grande curiosidade s e x u a l, na década de 1990, quando declarou que provavelmente era b i s s e x u a l. Ele sentia uma forte atração por Mick Jagger. Não era só ele!

Portia de Rossi

Ela casou-se com Ellen DeGeneres, em 2008. Em entrevista ao 'The Conversation With Amanda De Cadenet', declarou que foi difícil aceitar suas preferências: "Eu não queria ser assim. Eu não conhecia nenhuma l é s b i c a,  achava que eram pessoas estranhas que simplesmente odiavam homens. Eu acreditava nesses estereótipos ridículos".

Raven-Symoné

Ela ficou conhecida por interpretar Claudia, em 'Um Maluco no Pedaço', e Olivia, em 'The Bill Cosby Show'. Mas depois de uma longa carreira como atriz e também na música, consagrou-se um ícone do coletivo, sendo ativista pela igualdade no casamento. Aliás, casou-se com Miranda Maday, em 2020.

Ricky Martin

O cantor porto-riquenho declarou que era g a y em 2019. Foi um alívio, para ele, poder viver feliz, livremente.

Michael Sam

Sam foi o primeiro jogador abertamente g a y  a ser selecionado em um draft da NFL.

Ruby Rose

A modelo e atriz australiana define-se como uma pessoa de gênero fluido. Ela é uma grande apoiadora da comunidade. Interpretou Stella, em 'Orange Is the New Black'.

RuPaul

Modelo, ator, cantor, compositor e d r a g queen. Ele é casado com o australiano, Georges LeBar, desde 2017, embora estejam juntos desde 1994. Ambos são referência na cultura drag.

Rupert Everett

Rupert Everett define-se como b i s s e x u a l e foi uma das primeiras pessoas famosas a assumi-lo, em tempos muito mais difíceis que hoje. Como ele mesmo afirmou: "Durante muito tempo vivi o terror da AIDS, mas antes disso sofria marginalização e discriminação no trabalho".

Ryan Murphy

O produtor, diretor e roteirista confirmou que era g a y, no famoso evento Bafta Awards, em 1990. Casou-se com o fotógrafo David Miller, em 2012, com quem tem um filho. Ele luta para mostrar um mundo mais inclusivo, por meio de suas produções, além de doar parte de seus lucros para organizações e fundações LGBTQIAP+.

Amélie Mauresmo

A tenista assumiu sua condição de l é s b i c a aos 19 anos, depois de chegar à final do Aberto da Austrália. Foi a número um do mundo e atualmente é a treinadora de Andy Murray, além de uma lutadora pelos direitos das pessoas LGBTQIAP+.

Sam Smith

Sam Smith disse em sua conta do Instagram que prefere evitar ser chamado de "ele" ou "ela", pois não se identifica com o gênero binário: "Depois de passar uma vida em guerra com meu gênero, decidi aceitar como sou, por dentro e por fora".

Sara Ramírez

Conhecida, sobretudo, por seu papel como a cirurgiã Callie Torres, em 'Grey's Anatomy', ela declarou-se uma pessoa não-binária e é uma importante ativista dentro do coletivo.

Sophie Turner

A atriz de 'Game of Thrones', que interpretou Sansa Stark, é declaradamente b i s s e x u a l. Em entrevista à revista The Rolling Stone, ela disse: "Eu me apaixono pela alma, não pelo gênero".

Rita Ora

A cantora Rita Ora define-se como b i s s e x u a l. No mundo da música, ela luta pelo coletivo, dando-lhe muita visibilidade.

Stella Maxwell

A modelo é l é s b i c a e teve um relacionamento com Miley Cyrus. Ela tem conseguido usar sua visibilidade nas mídias sociais para difundir organizações como a GLAAD, e servir como exemplo de modelo queer.

Tessa Thompson

Em um tweet, a atriz garantiu que, embora o filme 'Thor: Ragnarok' não tenha falado abertamente, a personagem que ela interpretou, Valkiria, era b i s s e x u a l, assim como ela, que mantém um relacionamento com a cantora Janelle Monáe.

Janelle Monáe

"Sou uma mulher negra queer nos Estados Unidos, e tive relacionamentos com homens e mulheres. Considero-me uma mulher super livre", disse ela à revista Rolling Stone.

Tim Cook

O CEO da Apple foi o primeiro grande executivo a admitir ser h o m o s s e x u a l. "Ser g a y é o maior presente que Deus me deu", disse ele em entrevista à CNN International.

Tiziano Ferro

"Quero me apaixonar por um homem", disse o cantor italiano, em 2010. Foi o momento em que decidiu dizer ao mundo que era g a y. Um passo difícil, mas que serviu de exemplo para muitos.

Tom Daley

O campeão olímpico de salto de trampolim incentiva pessoas como ele. "Espero que qualquer jovem LGBT possa ver que não está sozinho, embora às vezes sinta-se assim. Podemos conseguir o que quisermos", disse ele, depois de conquistar seu ouro.

Troye Sivan

O ator, cantor e compositor sul-africano interpretou Wolverine quando criança, em 'X-Men Origens: Wolverine'. Hoje, ele é youtuber e g a y assumido, mas quer ter uma vida normal. Em entrevista à GQ, disse: "Não quero ser um ícone g a y".

Victor Garber

Em 2013, o ator canadense disse a um famoso blogueiro que era g a y. "Nunca falei publicamente sobre isso, mas todo mundo sabe", contou e fez referência à sua relação com o artista plástico, Rainer Andreesen.

Wentworth Miller

O protagonista de 'Prison Break' é g a y e declarou-se como tal de forma política. Ele recusou-se a ir ao festival de cinema de São Petersburgo, em 2013, devido ao tratamento que as pessoas LGBTQIAP+ recebem na Rússia. Em sua conta no Instagram, garantiu: “Não quero interpretar personagens h e t e r o s s e x u a i s”.

Adam Lambert

Conhecido por sua passagem pelo programa 'American Idol', ele revelou, em entrevista à Rolling Stone, em 2009, que era h o m o s s e x u a l, algo que lhe custou muito contar aos seus pais. Hoje, é um grande ativista envolvido em projetos beneficentes e colaborações com o coletivo.

Angela Ponce

A modelo espanhola foi a primeira mulher t r a n s e x u a l   e   t r a n s g ê n e r o  a se tornar Miss Universo.

Rachel Slawson

Ela foi Miss Utah e entrou para a história como a primeira concorrente abertamente b i s s e x u a l, no concurso Miss USA. Falou sobre a responsabilidade que sentiu por representar a comunidade LGBTQIAP+ no concurso, do qual saiu vencedora, em janeiro de 2020.

Alejandro Amenábar

O cineasta espanhol revelou que era g a y numa entrevista, em 2004, enquanto promovia o seu filme 'Mar Adentro'. "Tenho medo de que as pessoas intrometam-se na minha vida privada, mas, por outro lado, não me importo de admitir quem sou", disse ele, na época.

Anne Hathaway

Acrescentemos a esta lista aqueles que tornaram-se ícones do grupo, por seu apoio incondicional. É o caso da atriz Anne Hathaway, que arrecadou dinheiro com as fotos de seu casamento com Adam Shulman, para doar a grupos que defendem o casamento igualitário.

Beyoncé

A cantora mostrou seu apoio às pessoas LGBTQIAP+ em várias ocasiões. Ela apoia talentos queer e é a favor do casamento igualitário. Quis dar-lhes visibilidade com seu álbum 'All Night'.

Brad Pitt

Um firme defensor do casamento entre pessoas do mesmo s e x o. Ele doou 100 mil dólares para uma campanha, que visava eliminar a Proposta 8, que tornava esses casamentos ilegais.

Britney Spears

Ela mesma disse à comunidade LGBTQIAP+, através de seu Instagram: "Vocês me deram as melhores noites da minha vida, estou muito orgulhosa de apoiá-los."

Cher

A cantora é uma das mulheres mais amadas pela comunidade LGBTQIAP+. É uma das artistas que mais dá visibilidade ao grupo, através de seus shows. Além disso, seu filho Chaz é um homem t r a n s, o que só aumenta a difusão do tema.

Chris Evans

O ator, que interpretou o Capitão América, também atua em defesa dos direitos do coletivo. Tudo graças ao irmão, Scott, que é g a y.

Christina Aguilera

Ela não hesita em dar visibilidade ao coletivo, em seus espetáculos musicais. "Encontrei o maior conforto em meus amigos, que se identificam como queer", disse, no dia em que recebeu o prêmio 'Aliado da Igualdade', por uma campanha de direitos humanos, em 2019.

Cindy Lauper

Ela é uma estrela musical dos anos 80 e também luta pela causa LGBTQIAP+. "Tenhos amigas, familiares e moro entre pessoas LGBT. Minha irmã faz parte da comunidade, bem como muitos amigos meus. Comecei a ver que há coisas que não estão certas, e não quero calar, porque não sou assim", disse ela, em entrevista ao Huffington Post.

Colin Farrell

O ator é uma figura ativa pelos direitos das pessoas LGBTQIAP+. Mobiliza uma campanha pela aprovação do casamento igualitário, na Irlanda. Além disso, faz parte de organizações, como a Belong To, de luta contra o bullying h o m o f ó b i c o.

George Clooney

Ele participa ativamente de diferentes organizações que apoiam o coletivo LGBTQIAP++ e está, inclusive, dentro da American AIDS Research Foundation.

Hayden Panettiere

Conhecida por seu papel em 'Nashville', ela mesma declarou que, para dar maior visibilidade ao coletivo, era importante que sua personagem tivesse um enredo  l é s b i c o. Não foi por acaso, pois ela é uma grande defensora do grupo e colabora ativamente com organizações como a American Foundation for Equal Rights e a Elton John AIDS Foundation.

Julianne Moore

A atriz costuma dar muita visibilidade ao grupo em diversos meios de comunicação, além de participar de organizações como a Campanha de Direitos Humanos, em prol das pessoas LGBTQIAP+.

Kesha

Ela ficou aos prantos durante seu discurso, após receber o prêmio de Visibilidade, na 21ª edição do jantar da Human Rights Campaign, em Nashville. Depois, disse “ter uma conexão profunda com o coletivo LGBTQIAP+.

Kylie Minogue

"Minha relação com o público g a y é especial e adoro que conte comigo para comemorar uma ocasião tão especial", disse Kylie Minogue, ao ser convidada para a festa do Orgulho, em Madri, em 2018, segundo a revista Shangay.

Lily Allen

A música 'F u c k You', de seu álbum 'It's Not Me, It's You', acabou tornando-se um hino para o público LGBTQIAP+.

Macklemore

O rapper tem algo em comum com Lily Allen, já que ele também compôs uma música, 'Same Love', que foi adaptada pelo coletivo, tornando-se um verdadeiro hino. O artista critica a intolerância presente na sociedade conservadora estadunidense, e pede "direitos humanos para todos, pois não há diferença".

Mariah Carey

Mariah Carey é outro exemplo de como difundir a cultura LGBTQIAP+. Ela lançou uma coleção de artigos para o coletivo, foi madrinha de uma petição de casamento g a y e costuma participar de todos os tipos de eventos, mostrando seu apoio ao grupo.

Nicki Minaj

Depois de alguma polêmica, que considerou como um "mal-entendido", a Rainha do Rap não deixou de mostrar seu apoio à comunidade, segurando a bandeira multicolorida em alguns de seus shows.

Olivia Wilde

A atriz participou ativamente dos protestos contra a discriminação h o m o s s e x u a l, na Rússia, nas Olimpíadas de Sochi 2014. Além disso, ela doou e mostrou seu apoio à organização American Foundation for Equal Rights.

Zac Efron

O ator apoia organizações como 'The Trevor Project', além de manifestar publicamente seu apoio aos direitos do coletivo, tanto em eventos públicos, como em sua vida privada!

Más para ti