Anthony Hopkins ('O Silêncio dos Inocentes', 1991)
Vencedor do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 1992
Beatrice Straight - Network – Rede de Intrigas (Brasil) / Network – Escândalo na TV (Portugal)
Vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1977
Judi Dench - Shakespeare Apaixonado (Brasil) / A Paixão de Shakespeare (Portugal)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1999
Gloria Grahame - Assim Estava Escrito (Brasil) / Cativos do Mal (Portugal)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1953
Ben Johnson (A Última Sessão do Cinema, 1971)
Indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 1972
Ingrid Bergman (Assassinato no Expresso do Oriente / Um Crime no Expresso Oriente, 1974)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1975
Anne Hathaway (Os Miseráveis, 2012)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 2013
David Niven (Vidas Separadas, 1958)
Indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 1959
Lee Grant (Shampoo, 1975)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1976
Jared Leto (Clube de Compras Dallas / Clube Dallas, 2013)
Indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 2014
Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(1/20)
Anthony Hopkins ('O Silêncio dos Inocentes', 1991)

Hannibal Lecter aparece, neste filme, um total de 16 minutos, embora sua presença seja constante ao longo da trama.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(2/20)
Vencedor do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 1992

Para muitos, foi o melhor desempenho da história. Ele derrotou Nick Nolte, Robert De Niro, Warren Beaty e Robin Williams, na disputa do prêmio.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(3/20)
Beatrice Straight - Network – Rede de Intrigas (Brasil) / Network – Escândalo na TV (Portugal)

Cinco minutos e 40 segundos foi o tempo total em que a atriz apareceu neste filme de Sidney Lumet, lançado em 1976.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(4/20)
Vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1977

Beatrice Straight ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por aquele trabalho. Ela concorria com Jane Alexander, Lee Grant, Piper Laurie e Jodie Foster.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(5/20)
Judi Dench - Shakespeare Apaixonado (Brasil) / A Paixão de Shakespeare (Portugal)

A veterana atriz inglesa interpretou Elizabeth I da Inglaterra, por apenas 8 minutos, neste inesquecível filme de 1998.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(6/20)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1999

E foi com uma atuação totalmente convincente que Judi Dench venceu Kathy Bates, Lynn Redgrave, Brenda Blethyn e Rachel Griffiths na disputa ao prêmio.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(7/20)
Gloria Grahame - Assim Estava Escrito (Brasil) / Cativos do Mal (Portugal)

Nove minutos e 32 segundos foi o que a diva precisou para ganhar a desejada estatueta, por seu trabalho neste filme de 1952, dirigido por Vincente Minnelli.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(8/20)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1953

A competição para o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante reuniu também Terry Moore, Colette Marchand, Thelma Ritter e Jean Hagen.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(9/20)
Ben Johnson (A Última Sessão do Cinema, 1971)

Apenas 10 minutos foi quanto Ben Johnson apareceu como Sam, no majestoso 'A Última Sessão do Cinema', de Peter Bogdanovich.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(10/20)
Indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 1972

Na disputa pelo Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, além de Leonard Frey, Roy Scheider e Richard Jaeckel, estava Jeff Bridges, o co-protagonista de Ben Johnson. Na foto, Peter Bogdanovich moldando sua obra-prima.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(11/20)
Ingrid Bergman (Assassinato no Expresso do Oriente / Um Crime no Expresso Oriente, 1974)

Foram precisos apenas 14 minutos e 18 segundos para que a personagem Greta Ohlsson brilhasse mais do que qualquer protagonista, nesta maravilhosa adaptação feita por Sidney Lumet.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(12/20)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1975

A lendária atriz ganhou o prêmio pelo qual também disputavam Diane Ladd, Talia Shire, Valentina Cortese e Madeleine Kahn.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(13/20)
Anne Hathaway (Os Miseráveis, 2012)

Foram 15 minutos de excelência interpretativa oferecidos pela atriz ao mundo. Sua Fantine rasga a alma em cada cena, sem mencionar seu talento para cantar, neste filme dirigido por Tom Hooper.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(14/20)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 2013

Derrotar Sally Field, Helen Hunt, Amy Adams e Jacki Weaver mostra o quão incrível foi o trabalho de Anne Hathaway.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(15/20)
David Niven (Vidas Separadas, 1958)

A interpretação do lendário ator, nesta adaptação cinematográfica, é sublime e só dura 15 minutos e 38 segundos.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(16/20)
Indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 1959

David Niven venceu Paul Newman, Spencer Tracy, Tony Curtis e Sidney Poitier na disputa. O Olimpo atuante da época.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(17/20)
Lee Grant (Shampoo, 1975)

Lee Grant teve 18 minutos nesta comédia essencial de Hal Ashby. Sua atuação foi tão marcante que rendeu-lhe o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(18/20)
Indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante 1976

Nessa edição do prêmio, Lee Grant venceu Lily Tomlin, Brenda Vaccaro, Sylvia Miles e Ronee Blakely.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(19/20)
Jared Leto (Clube de Compras Dallas / Clube Dallas, 2013)

Rayon aparece neste filme um total de 21 minutos e, neste tempo, Jared Leto brilha como ninguém.

Ganharam o Oscar com apenas alguns minutos no filme
(20/20)
Indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante 2014

Michael Fassbender, Jonah Hill, Bradley Cooper e Barkhad Abdi viram como a estatueta foi parar nas mãos de Jared Leto, merecidamente.

No te pierdas

Más para ti