Como antigamente
Andorra: dois co-príncipes
Antígua e Barbuda: um arquipélago membro da Commonwealth
Bahrein: o Estado desconhecido do Golfo
Butão: um enclave no coração do Himalaia
Brunei: monarquia liderada por um sultão
Camboja: um dançarino no trono
Dinamarca: meio século de reinado
Eswatini (Suazilândia)
Jordânia, uma monarquia no Oriente Médio
Kuwait: um emirado relativamente democrático
Lesoto, um país incrustado na África do Sul
Liechtenstein, um principado no coração dos Alpes
Malásia, uma monarquia eletiva
Noruega: dos vikings à monarquia parlamentar
Omã tem um novo sultão
Samoa: Chefes Soberanos Tradicionais
Tonga: uma monarquia no meio do Pacífico
Monarquias pouco conhecidas no mundo
(1/18)
Como antigamente

Muitas vezes ouvimos falar da realeza inglesa ou  espanhola, mas poucos sabem que existem mais de 40 monarquias no mundo! Na galeria, confira  uma seleção de imagens de alguns países que mantêm este regime! Confira!

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(2/18)
Andorra: dois co-príncipes

O principado situado no coração da cordilheira dos Pireneus, entre a França e a Espanha, tem a particularidade de ter como soberanos dois co-príncipes: o Bispo de Urgel, na Espanha, e o Presidente da República Francesa. Previsto pela constituição do país, os poderes de ambos são estritamente iguais. Esta decisão data de um acordo feudal de partilha de soberania de 1278.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(3/18)
Antígua e Barbuda: um arquipélago membro da Commonwealth

Este país muito perto das Antilhas Francesas é composto por duas ilhas principais, Antígua e Barbuda. Embora seja totalmente independente desde 1981, faz parte da Commonwealth. Seu Chefe de Estado é, portanto, a Rainha da Inglaterra, que é representada localmente por um Governador Geral.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(4/18)
Bahrein: o Estado desconhecido do Golfo

No Golfo Pérsico, o Bahrein é um dos Estados menos conhecidos da região. Após um período de colonização portuguesa, a ilha foi conquistada pela família real Al Khalifa. Foi protetorado britânico no século XIX e conquistou a independência em 1971, tornando-se uma monarquia constitucional. Seu soberano é Hamed II desde 2002.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(5/18)
Butão: um enclave no coração do Himalaia

Entre a China e a Índia (de quem se separou em 1949) está o Butão que, desde dezembro de 2006, tem como rei Jigme Khesar Namgyel Wangchuck. C o r o a d o aos 28 anos, ele é o monarca mais jovem da história do país. Como sinal de modernização e abertura, casou-se com uma plebeia, Jetsun Pema Wangchuck, dez anos mais nova.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(6/18)
Brunei: monarquia liderada por um sultão

No meio da Malásia, Brunei é um dos poucos países da Commonwealth a ter sua própria monarquia. O regime, conservador e autoritário, tem mais de mil anos e, no século XVI, passou a ser governado por um sultão, ao converter-se ao Islã. Ele tanto é um chefe de Estado quanto um líder religioso.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(7/18)
Camboja: um dançarino no trono

Após os traumas do Khmer Vermelho e da invasão vietnamita, o Camboja restabeleceu um regime monárquico. O rei Norodom Sihanouk retornou ao trono em 1993 e abdicou, pela segunda vez, em 2004. Fruto do seu casamento com Paule-Monique Izzi, a atual rainha-mãe, seu filho Norodom Sihamoni o sucedeu e reina até hoje. Ele foi professor de dança clássica, sua verdadeira paixão, em Paris. Também trabalhou como embaixador do Camboja na UNESCO.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(8/18)
Dinamarca: meio século de reinado

Estabelecida em 935, a monarquia dinamarquesa ainda existe, mesmo que não exerça mais poder político. A dinastia governante é a casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg desde 1863, e a rainha Margaret II reina desde 1972. Após meio século, seu reinado é o segundo mais longo da história do país. Ela celebrou seu jubileu de ouro em 14 de janeiro de 2022 e continua tão popular como antes. O príncipe herdeiro Frederik deve sucedê-la, após sua morte.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(9/18)
Eswatini (Suazilândia)

Este pequeno Estado soberano localizado entre a África do Sul e Moçambique é povoado pelo grupo étnico suazi. Independente desde 1968, é governado por Mswati III, desde 1986, que é o último monarca absoluto do continente africano.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(10/18)
Jordânia, uma monarquia no Oriente Médio

Esta monarquia parlamentar é encabeçada pelo rei Abdallah II desde 1999. Ele sucedeu seu pai Hussein, que o escolheu como príncipe herdeiro pouco antes de sua morte. Tem quatro filhos, entre eles o príncipe herdeiro Hussein ben Abdallah, nascido em 1994. Sua esposa, a rainha Rania da Jordânia, é particularmente conhecida.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(11/18)
Kuwait: um emirado relativamente democrático

Este grande produtor de petróleo é um emirado, uma forma de monarquia hereditária. Existe um parlamento, mas os ministros mais importantes são geralmente membros da família real. É, no entanto, a única monarquia do Golfo a ter eleições livres. As mulheres têm direito ao voto desde 2005. Nascido em 1937, Nawaf al-Ahmad al-Jaber al-Sabah é o Emir do Kuwait desde 2020. Ele tem cinco filhos e mais de vinte netos.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(12/18)
Lesoto, um país incrustado na África do Sul

Não muito longe de Eswatini, o pequeno reino de Lesoto tem como grupo étnico majoritário os 'Sothos'. Através de uma monarquia constitucional, é governado pelo rei Letsie III desde 1996, cujas funções são essencialmente cerimoniais e simbólicas. Ele casou-se com Masenate Mohato Seeiso, em 2000, e com ela teve três filhos: duas meninas, nascidas em 2001 e 2004, e um menino, o príncipe herdeiro Lerotholi, nascido em 2007 .

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(13/18)
Liechtenstein, um principado no coração dos Alpes

O Principado de Liechtenstein é um pequeno território montanhoso localizado entre a Suíça e a Áustria, e o mais rico dos países de língua alemã. Desde 1989, é governado por Hans-Adam II, mas, em 2004, designou seu primogênito Aloísio para representá-lo, embora de forma não oficial.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(14/18)
Malásia, uma monarquia eletiva

Em meio de uma paisagem dominada por monarquias hereditárias, a Malásia é uma monarquia federal cuja legitimidade se baseia na eleição. Assim, o Yang di-Pertuan Agong (sultão ou supremo soberano) é eleito por cinco anos pelo Conselho dos Sultões, seguindo uma ordem cíclica dos Estados que compõem o país. O atual governante é Abdullah Shah, desde 2019. Ele sucedeu Muhammad Faris Petra (ou Muhammad V).

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(15/18)
Noruega: dos vikings à monarquia parlamentar

A Noruega foi unificada durante a Era Viking e seu primeiro rei conhecido foi Harald I 'Brightly Haired', que reinou por volta do ano 900. Atualmente, seu soberano é Harald V, desde 1991. Suas funções são principalmente cerimoniais, já que o sistema político tem natureza parlamentar. Casou-se com uma plebeia, Sonja Haraldsen, com quem teve dois filhos: a princesa Märtha Louise e o príncipe herdeiro Haakon Magnus.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(16/18)
Omã tem um novo sultão

Sultanato de longa data que passou algum tempo sob o domínio britânico, Omã viveu por quase meio século governado por Qabus ibn Said, após este derrubar seu próprio pai em 1970. Em janeiro de 2020, seu primo Haitham bin Tariq o sucedeu. Mudou a constituição para que o príncipe herdeiro fosse o filho mais velho do sultão. Casado com Ahad bint Abdallah ben Hamad Al Saïd, ele é pai de dois meninos e duas meninas.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(17/18)
Samoa: Chefes Soberanos Tradicionais

Localizadas no Pacífico Sul, as Ilhas Samoa são independentes desde 1962. O país é governado por chefes tradicionais, cuja constituição é inspirada na monarquia britânica. Malietoa Tanumafili II foi o rei desde 1963 até sua morte em 2007. Agora, o poder está nas mãos do chefe tradicional Va'aleto'a Sualauvi II, que cumpre um mandato de cinco anos instituído por um novo sistema eletivo.

Monarquias pouco conhecidas no mundo
(18/18)
Tonga: uma monarquia no meio do Pacífico

Outro estado da região polinésia, Tonga é formado por três arquipélagos principais, desabitados até o século XIII. As ilhas foram unidas em um reino, em 1845, e tornaram-se independentes novamente em 1970, após um período de protetorado britânico. O governante de Tonga é Tupou VI desde 2012. Ele sucedeu seu irmão George Tupou V, que renunciou às principais prerrogativas da monarquia em 2008. Tupou VI tem três filhos, incluindo o príncipe herdeiro Siaosi Tuku'aho, nascido em 1985 .

No te pierdas

Más para ti