Elvis Presley em fotos: vida e morte de um mito

Cinebiografia
Filme biográfico
Austin Butler e Tom Hanks
Nascimento
A casa
Inspiração
Mudança
Consciente de seu talento
Lauderdale Courts
Popular
Sun Records
Caminhão
That's All Right
Começo da fama
Fãs
Estrela do Tennessee
Tom Parker
Novo contrato
Do country ao pop
Love me tender
Sucesso de bilheteria
Fãs
Histeria
Alistamento
Folgas
Futuro
Contrastes
Dispensa
Filmes
Saudades de um Pracinha (Brasil) / G. I. Blues (Portugal) - 1960
Estrela de Fogo (Brasil) / A Lança em Chamas (Portugal) - 1960
Coração Rebelde (Brasil) /  Paixões Violentas (Portugal) - (1961)
Viva Las Vegas (1964)
Frankie and Johnny (1966)
O Barco do Amor (1967)
Elvis NBC TV (1968)
Charro (1969)
Elvis: That 's the Way It Is (1970)
Casamento
Lisa Marie
Saúde em alerta
Internamentos
Honra
Novos álbuns
Sucesso permanente
Ginger Alden
Último show
Adeus
Apaga-se uma estrela
Espólio
Forbes
Gospel
Cinebiografia

Elvis Presley foi inigualável. Um artista completo que marcou a história da música (e da humanidade). Partiu cedo, mas deixou um legado extraordinário de canções atemporais e imagens de sua fascinante presença no palco.

Filme biográfico

Agora, sua trajetória é contada no cinema, através de 'Elvis'. Quem interpreta o Rei do Rock no filme é Austin Butler, que tem uma surpreendente carreira como ator.

Austin Butler e Tom Hanks

O elenco de 'Elvis' conta com várias estrelas, entre elas, Tom Hanks, que dá vida ao empresário do cantor, "Colonel" Tom Parker.

Na galeria, reunimos fotos de vários momentos da vida de Elvis Presley e muitas curiosidades sobre ele. Confira!

Nascimento

Em 8 de janeiro de 1935, nascia, na cidade de Tupelo, no Mississippi (EUA) Elvis Presley. Seu irmão gêmeo, Jesse Garon Presley, nasceu 35 minutos antes, mas não sobreviveu.

A casa

A casa onde Elvis nasceu foi construída por seu pai, Vernon Elvis, justamente para a ocasião, e, hoje em dia, está aberta para visitação.

Inspiração

Ainda na cidade de Tupelo, a família frequentava uma igreja evangélica, que foi onde Elvis encontrou sua inspiração musical inicial.

Mudança

Aos 13 anos, mudou-se para Memphis, Tennessee, e levou consigo muito talento e determinação.

Consciente de seu talento

Na escola, apesar de tímido, não aceitou a opinião da professora de música sobre sua falta de aptidão para cantar. Para provar que ela estava errada, Elvis levou o violão, no outro dia, e cantou "Keep Them Cold Icy Fingers Off Me".

Lauderdale Courts

Elvis Presley começou a estudar violão com um vizinho e, logo depois, juntou-se com três amigos, incluindo dois futuros pioneiros do rockabilly, para formar um coletivo musical. Eles tocavam com frequência em Lauderdale Courts (complexo habitacional onde Elvis morava).

Popular

No primeiro ano do coletivo, Elvis chamou mais a atenção do que seus colegas. Seu penteado, estilo extravagante, empatia e talento atraíram mais apresentações, tornando-o assim mais popular na escola. Quando terminou os estudos, em 1953, já tinha a música como escolha de vida.

Sun Records

Em agosto de 1953, Elvis foi alugou o estúdio Sun Records por alguns minutos para gravar um disco que daria de presente a sua mãe, em seu aniversário. O compacto tev duas faixas: ‘My Happiness’ e 'That 's When Your Heartaches Begin’.

Caminhão

Em 1954, na mesma gravadora, lança um segundo disco, mas sem muito sucesso. Decepcionado com o fato de ter ouvido que não sabia cantar mais uma vez, encontrou um emprego de motorista de caminhão em uma empresa de transportes.

That's All Right

Mas ele não desistiu do seu sonho. Fez testes para ser vocalista de algumas bandas, mas também foi em vão. Até que, quando tudo parecia estar perdido, Elvis pegou sua guitarra e lançou um número de blues, 'That's All Right', juntamente com Scotty Moore (guitarra) e Bill Black (Baixo).

Começo da fama

A performance, completamente diferente de tudo que já havia tentado, rendeu-lhe disco e fama. Nos dias que seguiram, o trio gravou 'Blue Moon of Kentucky', no mesmo estilo, que Sam Phillips apelidou de "slapback".

Fãs

Elvis levava o público à loucura com sua voz e forma de dançar.

Estrela do Tennessee

Ele fez sua primeira aparição na televisão na transmissão de KSLA-TV de Louisiana Hayride. A partir daí, as turnês aumentaram, bem como os lançamentos de discos, que o fizeram uma estrela regional do Tennessee.

Tom Parker

Elvis Presley assinou, então, contrato de sua gestão com Bob Neill e com Tom Parker, a quem considerava o melhor empresário da indústria da música. Juntos, promoveram a carreira de Elvis e mantiveram uma extensa agenda de shows.

Novo contrato

Em 10 de janeiro de 1956, Elvis fez suas primeiras gravações para a RCA Victor, em Nashville. Em março do mesmo ano, o contrato com Neill foi rescindido e Parker assumiu toda a carreira da futura estrela do rock.

Do country ao pop

RCA Victor lançou o álbum de estreia, juntamente com cinco gravações inéditas da Sun. Entre as sete faixas, havia duas de country e uma pop.

Love me tender

Assim, Elvis tornou-se cada vez mais uma febre. O sucesso ‘Love me tender’ atingiu o topo das paradas e tornou-se tema e título do seu primeiro filme.

Sucesso de bilheteria

A película não agradou a crítica, porém, na bilheteria, foi um fenômeno.

Fãs

Durante essa época, Elvis realizou três breves turnês. A adoração das fãs por ele era assustadora. Um jornal de Detroit disse: "O problema de ir ver Elvis Presley é que você corre o risco de ser morto".

Histeria

Várias manifestações de vandalismos aconteceram nas apresentações de Elvis. Por exemplo quando alunos da Filadélfia atiraram ovos durante o show. Já em Vancouver, a multidão destruiu o palco.

Alistamento

No começo de 1958, Elvis foi convocado para o Exército dos Estados Unidos. Sua chegada foi um grande evento de mídia. Centenas de pessoas se aglomeraram, e, quando elemdesceu do ônibus, os fotógrafos o acompanharam até o forte.

Folgas

Durante as folgas do serviço militar, dedicava-se à carreira musical. Entretanto, seguiu como oficial, e, após o treinamento, juntou-se à 3.ª Divisão Blindada em Friedberg, Alemanha.

Futuro

A Alemanha foi o país onde Elvis conheceu Priscilla, que, futuramente, viria a ser sua esposa.

Contrastes

Essa época foi de contrastes. Ao mesmo tempo que doava o seu salário para a caridade, comprava aparelhos de TV para a base e uniforme para todos. Conhecia as anfetaminas e, por elas, tornava-se capaz de tudo.

Dispensa

Em 1960, Elvis foi dispensado do posto de sargento e sua volta para casa também atraiu multidões. Entre uma gravação e outra, lançou o hit ‘Elvis Is Back!’, que após dias, tornou-se o número dois das paradas.

Filmes

A carreira musical de Elvis estava a todo vapor e o cronograma de filmagem, cada vez mais intenso. Durante a década de 1960, apareceu em diversas produções para o cinema. E praticamente todas foram um sucesso de bilheteria.

Saudades de um Pracinha (Brasil) / G. I. Blues (Portugal) - 1960

Em 1960, estrela seu primeiro filme, depois de sair do exército.

Estrela de Fogo (Brasil) / A Lança em Chamas (Portugal) - 1960

Já neste filme, lançado no mesmo ano, interpretou um descendente de nativo.

Coração Rebelde (Brasil) / Paixões Violentas (Portugal) - (1961)

O sétimo filme de Elvis Presley foi dirigido por Philip Dunne. Na trama, ele faz o papel de Glenn Tyler, um jovem que está sempre em confusões com a família.

Viva Las Vegas (1964)

Viva Las Vegas (1964) foi um filme que conquistou a crítica e o público pela qualidade da trilha sonora e pelas performances de Presley e Ann-Margret.

Frankie and Johnny (1966)

Em 1966, participou do filme ‘Frankie and Johnny', um faroeste em que dá vida a um jogador de barco fluvial.

O Barco do Amor (1967)

Nesta que foi uma das maiores bilheterias de Elvis Presley, ele entrou na pele de Scott Hayward, um jovem que embarca num navio em busca de encontrar-se e depara-se com muita aventura.

Elvis NBC TV (1968)

O ano de 1968 foi a vez do especial Elvis NBC TV. Foi ao ar em 3 de dezembro, para ser aclamado por crítica e público.

Charro (1969)

Já em ‘Charro’, outro faroeste do ano 1969, Elvis é Jess Wade, um tipo de ex-anti-herói, atormentado pelos membros de sua antiga gangue. É o único filme em que ele não canta.

Elvis: That 's the Way It Is (1970)

Este documentário, dirigido por Denis Sanders, retrata os espetáculos, ensaios e bastidores de Presley no Festival de Verão de Las Vegas, em 1970, um dos momentos mais emblemáticos da carreira do cantor.

Casamento

Em sua vida pessoal, viveu uma grande paixão: Priscilla Beaulieu. Em 1967, casaram-se em uma breve cerimônia em Las Vegas.

Lisa Marie

E, do enlace, nasceu, em 1 de fevereiro de 1968, a única filha do casal: Lisa Marie.

Saúde em alerta

Infelizmente, o casamento não prosperou, e o divórcio chegou em 1973. A partir daí, os vícios e a saúde da lenda do rock começaram a entrar em grave declínio.

Internamentos

Naquele ano, teve, duas vezes, overdoses de barbitúricos, e passou três dias inconsciente. Foi, inclusive, hospitalizado, em coma, devido aos efeitos do consumo de petidina.

Honra

Apesar de debilitado, em 1974, sua agenda foi a mais movimentada de toda sua carreira. Elvis Presley honrou todos os compromissos.

Novos álbuns

Entre julho de 1973 e outubro de 1976, o cantor gravou, praticamente, todo o conteúdo de seis álbuns.

Sucesso permanente

Cinco desses álbuns entraram no top 5 da parada country e três foram para o número 1. Estamos falando de 'Promised Land'(1975), 'From Elvis Presley Boulevard, Memphis', 'Tennessee' (1976) e 'Moody Blue' (1977).

Ginger Alden

Depois de Priscilla, Elvis relacionou-se com a compositora Linda Thompson, até 1976, quando assumiu o namoro com Ginger Alden. Dois meses depois, a propôs em casamento e deu-lhe um anel de noivado.

Último show

O último show do artista foi realizado em Indianápolis, na Market Square Arena, em 26 de junho de 1977.

Adeus

Foi em 16 de agosto de 1977 que Elvis Presley  despediu-se dessa vida. A causa de sua morte ainda gera muito debate, suposições e especulações. Entretanto, há muito consenso de que tenha sido por uma arritmia cardíaca.

Apaga-se uma estrela

O mundo parou para chorar a morte do Rei do Rock.

Espólio

Em seu espólio, muitas obras foram lançadas postumamente. Entre 1977 e 1981, seis dos singles lançados ficaram entre os dez maiores sucessos dos Estados Unidos.

Forbes

De 2005 a 2010, Elvis foi nomeado pela Forbes a celebridade falecida mais bem paga do mundo, contabilizando 60 milhões de dólares. A posição no ranking foi estimulada pela celebração de seu 75.º aniversário e o lançamento do espetáculo 'Viva Elvis' do Cirque du Soleil, em Las Vegas.

Gospel

Em 2018, a RCA/Legacy lançou 'Where No One Stands Alone', um novo álbum focado no amor de Elvis pela música gospel.

Más para ti