Uma vida arriscada
Sob os focos
A ausência de um pai
Problemas na escola
Adolescência em Ibiza
Altos e baixos
'Somewhere Only We Know'
Nenhum pagamento
Abuso
Aborto
Um segundo aborto
Filhas e carreira
Sam Cooper
Separação
Assédio
O perseguidor
Nova fase
Novo amor
Em paz
Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(1/19)
Uma vida arriscada

Com a permissão de Amy Winehouse, poderíamos dizer que Lily Allen é a cantora inglesa mais propensa a quase todos os tipos de excessos. Mas, ao contrário da colega, Lily sobreviveu a uma juventude tempestuosa. Saiba mais sobre tudo o que a levou ao topo e, muitas vezes, à tormenta!

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(2/19)
Sob os focos

Em 2006, ela virou um ícone da música com seu álbum 'Alright, Still', seguido por uma infinidade de sucessos. Além de brilhar como artista, Lily estampou muitas manchetes também por sua vida pessoal. Parece que não havia uma divisão clara entre o privado e o profissional.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(3/19)
A ausência de um pai

Lily Rose Beatrice Allen nasceu em Hammersmith (Londres, Inglaterra), em 1985. Sua infância não foi particularmente fácil, pois seu pai, Keith Allen (ator), abandonou sua mãe, Allison Owen (produtora cinematográfica), quando a cantora tinha apenas 4 anos. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(4/19)
Problemas na escola

Ela morou com a mãe em muitos lugares diferentes e mudava constantemente de escola. Lily chegou a frequentar 13 centros educativos. De alguns deles, ela foi expulsa, por consumir álcool e fumar. "Na minha adolescência, experimentei drogas", disse sobre seu passado, em entrevista ao Sunday Times. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(5/19)
Adolescência em Ibiza

Aos 15 anos, ela passou por uma fase complicada. Depois de abandonar os estudos, foi morar com a família em Ibiza. Lá, trabalhou por um tempo numa loja de discos e, como ela mesma disse à mídia britânica, passou a distribuir substâncias ilegais. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(6/19)
Altos e baixos

Aos 21 anos, ela conseguiu ter sucesso como cantora, mas sua vida artística não era nada estável. Allen viveu altos e baixos perigosos. “É surpreendente que eu não esteja morta. A indústria da música era um lugar hedonista, em 2000”, disse, em entrevista ao The Guardian, em 2019.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(7/19)
'Somewhere Only We Know'

Lily admitiu, numa entrevista ao Vulture, em 2018, que foi forçada a gravar um de seus maiores sucessos, a versão de 'Somewhere Only We Know', de Keane. A música tornou-se o hit do anúncio comercial de uma loja de departamentos chamada John Lewis, em 2013.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(8/19)
Nenhum pagamento

A música passou quatro semanas em primeiro lugar e teve 250 milhões de streams, no Spotify, mas Allen não recebeu nada por isso: “A loja, John Lewis, pagou pelo estúdio e pela promoção. Eu não fui beneficiada com o lucro, porque não era minha música, não a escrevi", disse ela.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(9/19)
Abuso

Ela também revelou, em entrevista à The Guardian Weekend Magazine, em 2018, que foi abusada por um alto executivo da indústria da música, embora não tenha mencionado seu nome. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(10/19)
Aborto

Em 2007, ela engravidou de seu namorado, na época, Ed Simons, integrante da banda The Chemical Brothers, mas sofreu um aborto espontâneo, em janeiro de 2008. Apenas um mês depois, eles terminaram o relacionamento. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(11/19)
Um segundo aborto

Em 2010, ela engravidou novamente, do empresário inglês, Sam Cooper, mas perdeu o bebê, com seis meses de gestação. Em 2011, casaram-se e, nesse mesmo ano, tiveram sua primeira filha, Ethel. A segunda veio em janeiro de 2013, Marnie Rose.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(12/19)
Filhas e carreira

Conciliar trabalho e família foi um de seus maiores desafios. Ela não se sentia confortável com seu corpo e não se reconhecia como artista. Lily também sofreu por achar que não estava fazendo o suficiente como mãe, já que as turnês obrigavam-na a ficar longe das meninas por mais tempo do que gostaria.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(13/19)
Sam Cooper

Fora as dificuldades com a carreira e com a maternidade, seu relacionamento também ficou por um fio, devido ao consumo de substâncias ilegais. Além disso, ela disse, em seu livro de memórias, 'My Thoughts Exactly' (publicado em 2018), que era viciada em relações íntimas e pagava para tê-las com mulheres, enquanto estava casada com Sam.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(14/19)
Separação

Em 2016, Lily Allen e Sam Cooper confirmaram a separação e, em 2018, divorciaram-se. "Depois do meu divórcio, continuei mantendo relações com outros homens, para preencher o vazio. Eu estava totalmente fora de controle", admite, em seu livro. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(15/19)
Assédio

Naquela época, tudo à sua volta desmoronou: seu casamento, suas relações afetivas e sua saúde mental. Para piorar a situação, ela garantiu ter sido perseguida por um homem, Alex Gray, durante 6 anos, o que a transformou numa pessoa reservada e desconfiada.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(16/19)
O perseguidor

Ela contou ao The Observer sua má experiência com este homem: ele enviou cartas com ameaças de morte e invadiu sua casa, em 2015. Felizmente, ela estava dormindo com um amigo e conseguiram chamar a polícia. O stalker foi levado e condenado pela justiça por arrombamento e roubo (ele também havia roubado sua bolsa).

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(17/19)
Nova fase

Em 2019, ela iniciou um processo de desintoxicação. "Ficar limpa é a melhor coisa que já fiz na vida, e olha que já fiz muitas coisas legais!", escreveu ela em suas redes sociais, em julho de 2021. Sua principal motivação foi o compromisso com a maternidade.

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(18/19)
Novo amor

Na sua vida amorosa, depois de mais um relacionamento fracassado - com o DJ Dan London, que durou de 2016 a 2018 - ela reencontrou o amor com o ator americano, David Harbour. Eles oficializaram a união em setembro de 2020, em Las Vegas. 

Famosos
A vida de excessos de Lily Allen
(19/19)
Em paz

Entre momentos de brilho e de trevas, Lily Allen nunca hesitou em mostrar-se como é. “Sou um sucesso e um fracasso. Não tenho orgulho e não tenho vergonha”, disse ela, em seu livro de memórias. 

Más para ti