A vida da Rainha Máxima, uma latina no Palácio neerlandês

Da Argentina aos Países Baixos
Origem e formação
Nova York
Como conheceu o príncipe
Primeiro encontro: Sevilha
Fotógrafa
Apaixonados
Sevilha para sempre
Noivado
O grande dia
Lágrimas na Igreja
Seus pais não compareceram
Jorge Zorreguieta
Zorreguieta no governo militar argentino
Resultado: ele não foi convidado
Assistiu na TV do hotel
Plenos
Máxima e Kate Middleton
No Japão
Três filhas
Catharina-Amália, a primogênita
Alexia: a filha do meio
Ariana: a caçula
Família Real
Uma Rainha diferente
Uma monarca elegante
Os chapéus de Máxima
Exuberante
Torcedora
Embaixadora especial da ONU
Microfinanciamento
Boas causas
Tempos difíceis
Luto
Inés Zorreguita
Jorge Cerruti, tio de Máxima
Longe de seu país natal
Aniversário de 50 anos
As filhas crescem
Tulipas
Da Argentina aos Países Baixos

Máxima Zorreguieta, nascida na Argentina, é a atual Rainha dos Países Baixos. Mas antes disso, ela trabalhava no setor financeiro, em Nova York.  Mudou-se para Amsterdã para consagrar seu relacionamento com o então Príncipe Willem-Alexander. Confira sua trajetória!

(Foto: RV)

Origem e formação

Maxima Zorreguieta nasceu em 1971, em Buenos Aires. Ela morava no bairro nobre da cidade, o Recoleta. Estudou na escola bilíngue Northland School e costumava esquiar regularmente.

(Foto: RV)

Nova York

Depois de terminar a graduação em Economia, pela Universidade Católica da Argentina, Máxima foi a Nova York para obter experiência profissional em instituições financeiras.

Como conheceu o príncipe

Seu encontro com Willem-Alexander foi bastante inusitado. A jovem especialista no setor financeiro o conheceu na Espanha!

Primeiro encontro: Sevilha

Foi há mais de 20 anos, durante a Feira de Abril, na cidade de Sevilha. Máxima morava e trabalhava nos EUA, mas foi ao sul da Espanha para conferir o tradicional evento.

Fotógrafa

Pediram a Máxima que tirasse fotos do evento. Quando ela fotografou um homem alto e loiro (que ela não conhecia), ele ficou constrangido. O Príncipe achou que ela poderia ser uma paparazzo e foi assim que começaram a conversar.

(Foto: RV)

Apaixonados

Alguns relatos dizem que o Príncipe a convidou para uma taça de champanhe e fez duas perguntas: a primeira, se ela conhecia a lenda do futebol, Diego Maradona e, a segunda, se falava holandês. Apesar de responder que não a ambas, eles começaram a dançar e, naquela mesma noite, apaixonaram-se.

Sevilha para sempre

Este primeiro encontro ficou tão marcado, que Máxima e Willem voltam a Sevilha a cada ano para comemorar o dia em que se conheceram. Esta foto foi tirada em 2019, em seu vigésimo aniversário como casal.

Noivado

Em março de 2001, cerca de dois anos depois do primeiro encontro, o casal anunciou o noivado. O dia da cerimônia foi marcado para 2 de fevereiro de 2002.

(Foto: RV)

O grande dia

Fazia um sol espetacular e ambos tinham um sorriso de orelha a orelha!

Lágrimas na Igreja

Máxima Zorreguieta não conseguiu conter as lágrimas durante a cerimônia. Para muitos convidados, o momento foi muito emocionante, mas parecia haver alguma outra razão por trás das lágrimas de Máxima.

Seus pais não compareceram

Enquanto a orquestra tocava uma música da sua infância, 'Adios Nonino', Máxima, certamente, também pensava na ausência do seus pais.

Jorge Zorreguieta

O pai de Máxima foi empresário e político na Argentina, durante boa parte do século XX. Ele serviu no regime do ditador Videla, entre 1976 e 1983.

Zorreguieta no governo militar argentino

Apesar de Zorreguieta ter representado o Ministério da Agricultura, os historiadores tendem a concordar que ele estaria ciente dos milhares de presos políticos que o regime fez "desaparecer", naquela época.

Na imagem: Ditador argentino, Jorge Videla.

Resultado: ele não foi convidado

Sua colaboração inequívoca com a ditadura argentina impediu que ele fosse um convidado de honra no casamento dos futuros Reis dos Países Baixos.

Assistiu na TV do hotel

O governo do país proibiu Zorreguieta de comparecer ao evento formal. Assim, ele e sua esposa assistiram o casamento, televisionado, num hotel em Londres. Foi um capítulo bastante desconfortável dentro da família Real.

Plenos

Até onde os repórteres Reais sabem, Máxima e Willem-Alexander não tiveram problemas conjugais nas quase duas décadas em que estão juntos.

(Foto: RV)

Máxima e Kate Middleton

Eles se dão muito bem com outras famílias Reais, como as da Espanha, Noruega e Reino Unido.

No Japão

A família Real neerlandesa também é próxima do Imperador japonês e de sua Corte. Esta foto mostra Willem-Alexander e Máxima, numa visita ao Imperador Naruhito, na véspera de sua coroação. Máxima usava um vestido espetacular, do estilista neerlandês, Jan Taminiau.

Três filhas

O casal tem três filhas. Da esquerda para a direita, posam na foto: Ariane, Alexia e Amália. Esta última é a primogênita, a Princesa de Orange.

(Foto: RV)

Catharina-Amália, a primogênita

Catharina-Amália Beatrix Carmen Victoria nasceu no dia 7 de dezembro de 2003.

(Foto: RV)

Alexia: a filha do meio

Alexia Juliana Marcela Lorenza de Orange-Nassau nasceu em 20 de junho de 2005.

(Foto: RV)

Ariana: a caçula

Ariane Wilhelmina Máxima Inês nasceu em 10 de abril de 2007.

(Foto: RV)

Família Real

Em 30 de abril de 2013, a Rainha Beatriz, mãe de Willem, abdicou do trono. Esta foi a data em que o Príncipe assumiu seu posto como Rei dos Países Baixos. Logo, sua esposa, a Princesa Máxima, tornou-se a Rainha Consorte, a primeira de origem argentina.

Uma Rainha diferente

A Rainha Máxima é uma mulher inspiradora, moderna e confiante, parecida com outros membros da realeza europeia, que vieram de fora da aristocracia. A exemplo disto estão a Rainha Letizia, na Espanha (ex-jornalista) e a Duquesa Sofia Hellqvist, na Suécia (ex-modelo e estrela de reality show).

Uma monarca elegante

Máxima tem um estilo muito franco e veste-se com roupas alegres e coloridas, o que aumenta sua popularidade entre os neerlandeses mais jovens.

Os chapéus de Máxima

Máxima é um ícone da moda e seus grandes chapéus comprovam esta reputação.

Exuberante

Máxima sempre foi uma pessoa muito aberta e expressiva. Os fotógrafos adoram eternizar a emoção autêntica em seu rosto, durante os inúmeros eventos públicos dos quais ela participa.

Torcedora

Quando Máxima assiste aos jogos de futebol ou aos torneios olímpicos, ela sempre torce fervorosamente pelos atletas neerlandeses.

Embaixadora especial da ONU

Máxima dedica grande parte do seu tempo a trabalhos humanitários. Ela tem sido muito ativa nas Nações Unidas, ao defender o avanço econômico das mulheres e o financiamento inclusivo em áreas em desenvolvimento.

(Foto: RV)

Microfinanciamento

Sua experiência no setor bancário, especialmente em pequenos empréstimos para startups de base (microcréditos), inspirou-a a viajar pelo mundo para apoiar negócios locais, em países como Indonésia e Índia.

Boas causas

Máxima não pensou duas vezes ao mergulhar nas águas dos canais de Amsterdã. Na ocasião, ela foi convidada para o City Swim, evento beneficente que promove a conscientização sobre a doença ELA (esclerose lateral amiotrófica) e o financiamento para a pesquisa de seu tratamento e cura.

Tempos difíceis

Por trás dos sorrisos e brincadeiras, há também um lado mais delicado da Rainha. Os últimos anos não têm sido fáceis para ela.

Luto

A Rainha Máxima sofreu um duro golpe quando seu pai morreu, em 2017. Ela foi a Buenos Aires para seu funeral.

Inés Zorreguita

Um segundo choque, ainda mais forte, veio com a morte de Inés, a irmã mais nova de Máxima. Ela sofria de depressão e anorexia e tirou a própria vida, em 2018.  A família ficou devastada.

Jorge Cerruti, tio de Máxima

Em 2021, Jorge, seu tio, morreu de covid-19, enquanto também sofria de câncer. Máxima o havia visitado várias vezes, no interior da Argentina.

Longe de seu país natal

A dificuldade de viajar em meio à pandemia do coronavírus a impediu de comparecer ao funeral de seu tio e de estar presente para apoiar sua mãe.

Aniversário de 50 anos

A Rainha comemorou seu 50º aniversário nos Países Baixos, longe da família argentina, devido às medidas de restrição da pandemia. Ainda assim, ela estava feliz, cercada por suas filhas e seu marido.

As filhas crescem

No final de 2021, duas de suas filhas saíram de casa: Amália para tirar um ano sabático, após terminar a escola, e Alexia (foto) para continuar seus estudos no prestigiado Atlantic College, no País de Gales.

Tulipas

A Rainha Máxima já retomou a rotina de deveres Reais e aparições públicas. E, claro, uma visita aos campos neerlandeses de tulipas faz parte disso!

Más para ti