Os robôs humanoides mais avançados do mundo

De robô a humano
Erica
Robô e atriz de cinema
O robô ASIMO
O novo faz-tudo
Sophia
Entrevista
Geminoid-dk
O humanoide gêmeo
Atlas
O mais ágil
Junko Chihira
Olimpíadas e robótica
Nadine
Thalmann
Pepper
Utilidade
O criador dos humanoides mais realistas do mundo
Robo-C
Ferramenta de marketing
Ameca
Avanços impressionantes
De robô a humano

Os robôs deixaram de ser apenas brinquedos infantis. Hoje, os melhores cientistas e engenheiros do mundo dedicam suas vidas para fazê-los da forma mais parecida possível com humanos. Continue na galeria para conhecer os mais incríveis!

Erica

Erica foi feita na Universidade de Osaka, pelo professor de robótica, Hiroshi Ishiguro. Suas proezas linguísticas estão entre as mais sofisticadas do planeta e usam, claro, a inteligência artificial. O documentário, 'Erica: Man Made', feito pelo jornal inglês The Guardian, destacou algumas habilidades bastante peculiares.

(Foto: Getty Images - Gabriel Bouys)

Robô e atriz de cinema

Erica é o primeiro robô a brilhar no cinema. Ela será a heroína da ficção científica, 'b', que tem um orçamento de 70 milhões de dólares. Isto por que seus talentos, desenvolvidos especialmente para as câmeras, já foram amplamente testados. Primeiro, ela foi treinada como modelo, depois, como apresentadora de um telenoticiário japonês. Muito bem-sucedida nestes últimos trabalhos, sua carreira cinematográfica promete!

(Foto: Getty Images - Gabriel Bouys)

O robô ASIMO

Projetado há 10 anos pela HONDA, o robô ASIMO é pequeno em tamanho, mas grande em genialidade. Este humanoide mede 1,30 m e pesa 50 quilos. Ele anda para frente e para trás, sobe escadas, pula, evita obstáculos e corre a uma velocidade de até 9km/h. Tem habilidades tão avançadas quanto as de um bípede.

(Foto: Getty Images - Alex Mita)

O novo faz-tudo

ASIMO possui dedos articulados, que permitem agarrar, segurar e até mesmo servir uma bebida. Também pode comunicar-se com a língua de sinais, além de expressar-se oralmente em japonês e em inglês. Eventualmente, este androide poderá ajudar pessoas doentes, tanto em casa, como em hospitais, e realizar tarefas perigosas para os humanos.

(Foto: Getty Images - Don Emmert)

Sophia

Sophia "nasceu" em 14 de fevereiro de 2016, em Hong Kong. Foi criada pela empresa americana, Hanson Robotics. Sua aparência foi inspirada na lendária Audrey Hepburn. Ela tem mais de 62 mecanismos faciais, através dos quais pode sorrir, articular a boca e mover os olhos. Sua especialidade é o bate-papo, um talento que a levou a muitos programas de televisão.

(Foto: Getty Images - Genya Savilov)

Entrevista

Apareceu para o público em várias ocasiões, entre elas, no famoso programa de TV 'The Night Show', estrelado por Jimmy Fallon; em uma entrevista humorística, conduzida por Will Smith, e em um evento da ONU. Neste último, ela foi parabenizada  e ganhou a cidadania saudita. No entanto, a obtenção do título foi fortemente criticada e gerou polêmica.

(Foto: captura de tela do Youtube)

Geminoid-dk

Os robôs do tipo geminoide, extremamente parecidos com humanos, já fazem parte do cotidiano de alguns japoneses. O objetivo do experimento, realizado pelos laboratórios ATR de Hiroshi Ishiguro, é estudar seu convívio com homens. Atualmente, pode-se encontrar este tipo de robô na varanda de uma cafeteria ou no palco de uma peça de teatro.

(Foto: Getty Images - Geraldo Caso)

O humanoide gêmeo

O roboticista Hiroshi Ishiguro é uma estrela da robótica e viaja o mundo para conferências sobre novas tecnologias. Especializou-se em robôs “gêmeos” e criou seu primeiro androide, há 20 anos, usando sua filha, de cinco anos, como modelo. Ele também criou seu próprio sósia, que pode ser controlado remotamente e dá palestras no exterior!

(Foto: Getty Images - Alessandra Benedetti)

Atlas

Este robô foi feito pela Boston Dynamics, em 2018. Ele mede 1,80m e pesa 82 quilos. Atlas é ginasta. Ele pode mover-se para frente e para trás com facilidade, pular, dar cambalhotas, desviar de obstáculos, correr, cair, levantar-se, pegar objetos (pesados) e até lutar!

(Foto: Getty Images - Tomohiro Ohsumi)

O mais ágil

Vários vídeos dele, publicados pela Boston Dynamics, no Youtube, provocaram furor diante de tamanha agilidade. Atlas pode mover-se sem ser controlado remotamente. Seus gestos são autônomos e precisos. Ele foi feito com objetivo militar, sob o programa da DARPA, a Agência de Pesquisa do Exército dos EUA. Esta máquina de guerra poderá percorrer terrenos perigosos e realizar missões paramilitares.

(Foto: captura de tela do Youtube)

Junko Chihira

A aparência desta androide é impressionante. Sua pele é texturizada, seus olhos, semifechados e seu nariz, às vezes, parece mexer-se sutilmente. Este robô humanoide tem 1,65 m de altura e foi modelado para parecer uma japonesa de 26 anos.

(Foto: Getty Images - Yoshikazu Tsuno)

Olimpíadas e robótica

Junko Chihira foi criada pela empresa japonesa, Toshiba, em 2015. Ela trabalha em um shopping center, desde sua criação, e fala três idiomas, perfeitamente: inglês, japonês e chinês. Durante as Olimpíadas de Tóquio, sua missão era orientar visitantes estrangeiros.

(Foto Getty Images - Andia/Universal)

Nadine

Nadine foi programada em Cingapura, em 2015, na Nanyang Technological University. Ela é um dos primeiros humanoides com inteligência artificial e social. Pode reconhecer pessoas (às quais já havia sido apresentada anteriormente), lembrar de conversas passadas, gesticular com os dois braços, articular com os lábios e tentar entender a psicologia humana. Atualmente, é recepcionista na universidade que a projetou. Trata-se da primeira profissão a ser substituída por um robô.

(Foto: captura de tela do TF1)

Thalmann

Nadine é o clone robótico de sua criadora, a roboticista Nadia Thalmann. Ela tenta reproduzir todos os comportamentos de seu modelo humano, para chegar o mais próximo possível da realidade. Este robô possui uma das inteligências artificiais mais avançadas da atualidade. Nadine também está projetada para cuidar de pessoas com dificuldade, sobretudo, cidadãos que moram sozinhos e idosos.

(Foto: Instagram @elmostrador_cultura)

Pepper

Ele começou a ser desenvolvido pela ex-startup francesa, Aldebaran Robotics (fundada em Paris), em 2005, mas foi adquirido pela empresa japonesa Softbank Robotics, em 2012. Este modelo teve mais de 10.000 cópias vendidas, desde seu lançamento (preço médio entre 12 e 15 mil euros). Sua especialidade é o reconhecimento de emoções, através da leitura de expressões faciais.

(Foto: Getty Images - Omar Marques)

Utilidade

Pepper atua como recepcionista nas áreas de catering, hotelaria, educação e negócios. Pode reconhecer e seguir seu interlocutor, com o olhar, e detectar emoções (alegria, raiva, surpresa ou tristeza). Além disso, fala 15 idiomas, pode indicar uma direção e tem um tablet preso ao corpo, para poder fornecer informações, interagir e listar opiniões de satisfação do cliente.

(Foto: Getty Images - Thomas Lohnes)

O criador dos humanoides mais realistas do mundo

Antes de criar robôs com inteligência artificial ultrassofisticada, David Hanson foi designer da Walt Disney Imagineering. Além disso, ele recebeu prêmios de várias organizações, incluindo a NASA e a AAI (Associação para o Avanço da Inteligência Artificial) por seu trabalho na robótica. Está por trás de tecnologias como o reconhecimento facial e a nanotecnologia Frubber, capaz de imitar a pele humana, mantendo sua elasticidade.

(Foto: Getty Images - Paul Yeung)

Robo-C

O mais perturbador desse robô, desenvolvido na Rússia, é que o comprador poderá comprá-lo com uma aparência personalizada! Pelo menos é o que a empresa Promobot, sua criadora, promete. Sua cabeça, pescoço e braços são flexíveis o suficiente para fazer gestos precisos, ao interagir com as pessoas à sua frente.

Ferramenta de marketing

Com uma ampla gama de microexpressões faciais, ele tem a pele e os olhos extremamente realistas. A nova criação da Promobot é voltada principalmente para empresas. Seu fabricante garante que é capaz de fornecer serviços individuais, transmitir mensagens de marketing e dar informações sobre os produtos da sua empresa.

Ameca

Ameca foi apresentado ao público no início de 2022. Equipado com a melhor tecnologia, é um robô ultra-realista, que reage como um humano. Por exemplo, se alguém aproximar-se muito e invadir seu espaço pessoal, ele faz um pequeno movimento para recuar.

Avanços impressionantes

Ameca pode responder um grande número de perguntas. Também sabe elaborar um discurso, não apenas com a voz, mas usando expressões faciais e gestos com impressionante fluidez, como qualquer humano faria. Se ele não tivesse a pele cinzenta, poderíamos confundí-lo com uma pessoa real!

Más para ti