Incêndios devoram a Europa mediterrânea e norte da África

Fogo imparável
Os incêndios em uma imagem da NASA
Fogo na França
Portugal
Um país devastado pelo fogo e calor
Espanha luta contra fogo e temperaturas extremamente altas
36 focos de incêndio ao mesmo tempo
incêndios de norte a sul
Marrocos contra o fogo
Grande seca
Paisagem após a batalha
Itália sem chuva e com fogo
Fumaça sobre Cinecittà
Era do fogo
Rios secam
Animais, plantações e negócios afetados
Incêndios no centro da itália triplicam comparados a 2021
O pior verão
A situação vai além
Incêndios aumentarão 50% no futuro
Fogo imparável

A crise climática tem mostrado sua força de forma intensa, nesta época do ano. Uma onda de calor sem precedentes arrasa a Europa e o norte da África. Potencializam-se incêndios em países como Portugal, Espanha, França, Croácia, Marrocos e Tunísia, entre outros.

Os incêndios em uma imagem da NASA

Este é o panorama do fogo, de acordo com as imagens fornecidas pela NASA, em tempo real. São muitos os pontos vermelhos espalhados em uma enorme área do mapa.

Imagem: NASA / Firms (Informações de Incêndio para Sistema de Gerenciamento de Recursos)

Fogo na França

Esta imagem é de Louchats, sudoeste da França. Conforme relatado pelo Le Parisien em 18 de julho, no departamento de Gironde (cuja capital é Bordeaux), as chamas destruíram mais de 14.000 hectares.

Portugal

Em Portugal, repete-se o roteiro de outros verões: incêndios em grandes proporções. Com eles, o desespero dos habitantes das cidades afetadas. Na imagem, um morador desolado em Albergaria a V e l h a.

Um país devastado pelo fogo e calor

Segundo o jornal português Público, desde o início de julho, mais de 200 pessoas podem ter morrido devido ao calor no país. O termômetro atingiu 44º na localidade de Almeirim, norte de Lisboa.

Espanha luta contra fogo e temperaturas extremamente altas

A Espanha também sofre gravemente com temperaturas muito altas. Jornais como La Razón, com base em dados oficiais, falam em mais de 80 mortes devido ao calor. Dois trabalhadores das equipes de combate a incêndios perderam a vida lutando contra as chamas.

36 focos de incêndio ao mesmo tempo

O jornal El País fez um balanço da situação catastrófica na Espanha, recentemente: 36 focos de incêndio ativos e mais de 30.000 hectares devastados pelas chamas.

incêndios de norte a sul

Em Portugal e na Espanha, os incêndios ocorrem em quase todo o território. A foto é de um deles na província de Lugo, norte da Espanha. Mas também há fogo no sul, no interior e no litoral do país.

Marrocos contra o fogo

As altas temperaturas também desencadearam uma onda de incêndios no Marrocos. A imagem é de Alcazarquivir, na região de Larache.

Grande seca

Os incêndios em Marrocos ocorrem após uma seca muito forte e temperaturas de até 45º.

Paisagem após a batalha

As imagens dos incêndios são assustadoras, mas as de como ficam as paisagens depois da passagem do fogo dão uma dimensão da tragédia humana e ecológica.

Itália sem chuva e com fogo

A Itália também sofre uma onda de incêndios, neste mês de julho, após uma seca que a mídia nacional descreve como "a pior em 70 anos".

Fumaça sobre Cinecittà

O efeito dos incêndios atingiu alguns bairros de Roma, como Cinecittà (na imagem).

Era do fogo

O impacto dessa situação é tão grande que leva o geólogo Mario Tozzi, entrevistado pelo jornal Repubblica, a referir-se a este momento como 'era do fogo'.

Rios secam

Rios importantes da Itália como o Pó (foto), o Tagliamento e o Piave, além de lagos como Maggiore têm diminuído de nível rapidamente. De fato, há lugares em que quase não há água.

Animais, plantações e negócios afetados

A seca ameaça a biodiversidade, a sobrevivência de espécies animais e as plantações. Agricultores, pescadores e pecuaristas têm tido dificuldades com a baixa dos rios, na Itália.

Incêndios no centro da itália triplicam comparados a 2021

De acordo com a Protecção Civil da região do Lácio (centro da Itália), entre 15 de junho e 3 de julho de 2022, foram feitas 1.750 intervenções contra os incêndios. São três vezes mais que as realizadas durante o mesmo período, em 2021, com 400.

O pior verão

Os europeus tiveram suas férias limitadas pela pandemia, durante dois anos e, agora, vive, outro verão desastroso. Calor intenso, incêndio e guerra. Na imagem, banhistas da cidade francesa de Landiras.

A situação vai além

As áreas banhadas pelo Mediterrâneo têm sido muito afetadas pelos incêndios, mas esta imagem da NASA mostra como quase todo o planeta sofre, no momento, com o fogo.

Imagem: NASA / Firms (Informações de Incêndio para Sistema de Gerenciamento de Recursos)

Incêndios aumentarão 50% no futuro

A ONU alertou, em um relatório de fevereiro de 2022, que, se nenhuma ação for tomada para frear a crise climática, os incêndios aumentarão 14% até 2030, 30% até o final de 2050 e 50% até o final do século.

Más para ti