Caso humano de gripe aviária H10N3 na China
O homem infectado está bem
Uma gripe leve
Transmissão aérea
Difusão em grande escala?
Não devemos baixar a guarda
A transmissão entre pessoas mudaria tudo
Infecções entre humanos no Vietnã e na Tailândia
Como é curado?
Mortes por gripe aviária
Cuidado com os pássaros e migrações
Gripe aviária em mamíferos
Maior virulência
Vigilância sanitária
Pássaros e zoonose
Pandemias e crise climática
O primeiro e, talvez, último caso de gripe aviária H10N3
Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(1/17)
Caso humano de gripe aviária H10N3 na China

Pela primeira vez, um caso de gripe aviária H10N3 foi detectado em um ser humano. O homem  infectado é originário da província de Jiangsu, na China. A notícia causou preocupação no mundo inteiro.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(2/17)
O homem infectado está bem

Foi o salto de um vírus de uma espécie animal para humanos o que deu origem à pandemia de covid-19. Agora, um pássaro infectou uma pessoa com uma nova variante da gripe aviária. Entretanto, as autoridades chinesas garantem que o infectado está fora de perigo.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(3/17)
Uma gripe leve

De acordo com o Comitê Nacional de Saúde chinês, o potencial infeccioso da variante H10N3 da gripe aviária é leve.  Nenhuma transmissão de pessoa para pessoa foi detectada ao rastrear os contatos do paciente.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(4/17)
Transmissão aérea

Embora não tenham sido divulgados detalhes de como o indivíduo foi infectado, sabe-se que o contágio da gripe aviária ocorre por meio de aerossóis ou pequenas gotas liberadas pelas aves. Ou seja, da mesma maneira que o coronavírus.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(5/17)
Difusão em grande escala?

Desta forma, de acordo com os pesquisadores chineses, “o risco de propagação em grande escala é muito baixo”. O termo “impossível” não é usado.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(6/17)
Não devemos baixar a guarda

A pandemia de covid-19 nos mostrou quão imprevisível é o comportamento de alguns vírus. Portanto, é importante detectar rapidamente qualquer contágio e isolar esta pessoa para prevenir qualquer possível transmissão comunitária.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(7/17)
A transmissão entre pessoas mudaria tudo

Os vírus sofrem mutações e se adaptam para poderem se espalhar ainda mais. Não se pode descartar a possibilidade de que alguma forma de gripe aviária finalmente descubra como passar de humano para humano.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(8/17)
Infecções entre humanos no Vietnã e na Tailândia

Na verdade, há casos de infecções de gripe aviária entre humanos relatados no Vietnã e na Tailândia. Ainda assim, eles são numericamente excepcionais e não houve nenhuma expansão do grupo que levou os alertas a sério.

Imagem: Chris Slupski / Unsplash

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(9/17)
Como é curado?

Outro aspecto preocupante da gripe aviária é que, como a covid-19, não existe um tratamento específico que funcione 100%. Algumas vacinas foram testadas e podem ser eficazes. É nosso sistema imunológico quem luta e vence ou, se a infecção for grave, perde a batalha. Sim, o contágio humano da gripe aviária pode causar a morte.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(10/17)
Mortes por gripe aviária

O número de mortes causadas pela gripe aviária não é, atualmente, muito alto. A Organização Mundial da Saúde calcula um total de 64, somando os casos principalmente do Vietnã, Tailândia, Camboja e Indonésia.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(11/17)
Cuidado com os pássaros e migrações

É imprescindível ser extremamente cuidadoso ao interagir com pássaros. As migrações também devem ser controladas já que podem transferir vírus de um continente para outro. Ambas as precauções são válidas para evitar uma possível pandemia de gripe aviária.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(12/17)
Gripe aviária em mamíferos

Além dos países asiáticos já citados, houve na ilha alemã de Rügena, em fevereiro de 2006, o caso de um gato infectado. Gatos com gripe aviária também foram encontrados na Áustria.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(13/17)
Maior virulência

Há estudos que mostram uma maior virulência das novas variantes da gripe aviária. Quanto mais humanos infecte, mais um vírus aprende a adaptarse a este hospedeiro.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(14/17)
Vigilância sanitária

Por esse motivo, as autoridades sanitárias costumam monitorar e fazer inspeções nos viveiros de aves. No caso de algum vírus ser detectado, todos os animais são, geralmente, eliminados daquele lugar e até mesmo de propriedades próximas.

Imagem: Niklas Hamann / Unsplash

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(15/17)
Pássaros e zoonose

A zoonose é o salto de vírus entre espécies e frequentemente tem consequências devastadoras. O ponto de partida geralmente são aves e por isso a importância do controle.

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(16/17)
Pandemias e crise climática

Mas por que a zoonose é cada vez mais frequente? Uma das respostas é a crise climática sofrida pelo planeta. O ser humano tem invadido áreas até agora reservadas para outras espécies, devastado lugares selvagens e convivido com animais com os quais não tinha contato. Os vírus dessas espécies, que antes estavam longe dos humanos, começaram a nos visitar.

Imagem: Gryffyn M / Unsplash

Há perigo de uma pandemia de gripe aviária?
(17/17)
O primeiro e, talvez, último caso de gripe aviária H10N3

Em qualquer caso, é mais provável que o primeiro caso global de gripe aviária H10N3 detectado na China seja também o último desta variante.  O problema é que não estamos livres de novas mutações.

Más para ti