Elvira Nabiullina, a mulher na corte do "czar" Putin

Quem é Elvira Nabiullina?
O início
Burocrata talentosa
A chegada de Putin
Com Putin desde 2000
Uma mulher poderosa
Presidente do Banco Central da Rússia
Seus b r o c h e s
Mistério
Figura internacional
Ópera
Boa ou má gestão?
Declarações pessimistas
A economia real sofrerá
Mensagem pessimista
O que fazer com a economia de um país em guerra?
Quebra de consenso entre as elites
Não está tudo bem
Mais de 20 anos com Putin
Futuro?
Quem é Elvira Nabiullina?

Há poucas mulheres no círculo de poder de Vladimir Putin. Elvira Nabiullina é uma exceção. Ela preside o Banco Central da Rússia e sua opinião tem muita relevância no país.

O início

De origem tártara, Elvira Nabiullina nasceu em 29 de outubro de 1963, em Ufa, cidade da então república soviética do Bascortostão, onde se erguem os montes Urais. Ela mudou-se a Moscou para estudar economia na Universidade Estadual.

Burocrata talentosa

Elvira alcançou uma carreira ascendente, a partir dos anos 1990, na burocracia russa, graças à sua tenacidade e talento. Ocupou vários cargos no Sindicato de Ciência e Indústria e no Ministério de Desenvolvimento Econômico e do Comércio.

A chegada de Putin

Mais tarde, foi a um 'think tank' (gabinete de análise sobre políticas públicas) e, com a chegada de Putin, sua trajetória mudou para sempre.

Com Putin desde 2000

Putin a recrutou para sua equipe econômica, em 2000. Ela foi diretora do Centro de Desenvolvimento Estratégico e, em 2007, assumiu o cargo de Ministra de Desenvolvimento Econômico e do Comércio.

Uma mulher poderosa

Elvira está imersa num mundo essencialmente masculino, como é o formado pelo governo russo. Em um artigo da BBC, ela é descrita como "uma mulher de poucas palavras, tão influente quanto enigmática".

Presidente do Banco Central da Rússia

O ápice de sua carreira veio em 2013, quando foi nomeada presidente do Banco Central da Rússia, cargo muito mais importante que o de Ministra da Economia. Suas resoluções são absolutamente decisivas.

Seus b r o c h e s

Segundo o referido artigo da BBC, Elvira ajudou a alimentar a lenda de que seus b r o c h e s enviavam mensagens econômicas cifradas. Em plena pandemia de covid-19, por exemplo, ela usava um em formato de copo de brinquedo.

Mistério

Seria uma mensagem de esperança e otimismo, já que os objetos de brinquedo não quebram ao cair. A interpretação é complexa, assim como o significado do acessório que ela usa nesta imagem.

Figura internacional

Por conta do importante cargo que ocupa, Elvira Nabiullina tornou-se uma figura internacional. E quanto à sua personalidade ou gostos particulares, o que se sabe?

Ópera

Elvira Nabiullina é casada, tem um filho e, aparentemente, é uma grande fã de ópera.

Boa ou má gestão?

Há quem acredite que ela seja uma modernizadora,  capaz de manter o país em uma situação estável. Mas há quem diga que não passa de uma marionete, sem critérios próprios. De fato, Elvira Nabiullina provou o contrário, já que expressou preocupação com as consequências da guerra na Ucrânia.

Declarações pessimistas

Diante do parlamento russo (a Duma), Elvira disse, em abril de 2022, que a Rússia sofreria severamente com sanções econômicas. A princípio, os efeitos  foram mais ou menos mitigados, mas a especialista garantiu: “Entraremos em uma fase de transformação estrutural”. O que isso quer dizer?

A economia real sofrerá

Ela explicou claramente à Duma que o impacto das sanções na economia financeira seria transferido, passados alguns meses, para a economia real e que isso traria problemas para o cotidiano das pessoas.

Mensagem pessimista

A mensagem pessimista surpreendeu, já que o país parece não desviar nem um milímetro do discurso otimista do governo.

O que fazer com a economia de um país em guerra?

O grande problema da Rússia é que o isolamento e a situação de guerra desvalorizam sua moeda, o rublo e, portanto, a economia entra em crise.

Quebra de consenso entre as elites

Apesar da constante propaganda a favor de Putin, nas ruas e na mídia do país, começam a surgir críticas ou análises que quebram o consenso.

Não está tudo bem

Em abril, foram as palavras pessimistas de Elvira perante a Duma, logo, as duras críticas do oligarca Tinkov e, por último, o diagnóstico negativo do progresso da guerra, feito pelo ex-oficial militar, Mikhail Khodarionok, na televisão russa.

Mais de 20 anos com Putin

No caso de Elvira e da maioria dos colaboradores próximos de Putin, como o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, e o ministro das Relações Exteriores, Lavrov, é preciso levar em conta o vínculo estreito entre as partes. São mais de 20 anos juntos.

Futuro?

De qualquer forma, Elvira Nabiullina é valorizada internacionalmente por sua experiência e sua especialização na área econômica. Se um dia Putin deixar a Rússia, talvez ela tenha um lugar de maior destaque, no novo cenário.

Más para ti