Terror
Cenas no Aeroporto Internacional de Cabul
Corrida para o aeroporto
Um regime violento
Caos
O controle do Talibã
Fuga do presidente
Pânico
Paciência em um momento crítico
Atos de desespero
Aeroporto de Cabul, cercado
Alguns escaparam
Alguns foram deixados para trás
Retornando ao regime Talibã
Escombros
Embaixadas evacuadas
Um silêncio fantasmagórico
Um novo mundo
Direitos das mulheres
Não é uma ocupação pacífica
Esperando contrabandistas
Uma longa caminhada
Dois dias entre esperança e desespero
Tentativa de conseguir um visto
Esperando os franceses
Na embaixada francesa
A violência a que os afegãos estão acostumados
Todos fogem para Cabul
Famílias fugiram sem nada
Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(1/30)
Terror

Cada vez mais crítica é a situação do Afeganistão, desde que os Talibã tomou o poder. Como se não bastasse todo o sacrifício da população que arrisca suas vidas para tentar uma vaga em um avião de resgate, um atentado com bombas de autoria do grupo terrorista ISIS-K deixou mortos e feridos nas imediações do aeroporto.

(Foto: Getty Images - Marcus Yam / LA Times)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(2/30)
Cenas no Aeroporto Internacional de Cabul

O Aeroporto Internacional de Cabul está nas manchetes dos meios de comunicação, há dias, desde que milhares de afegãos chegaram a ele, na tentativa de fugir do país. Apesar das fortes forças que tentam retirá-los do local, muitos resistem e continuam à espera de serem resgatados.

(Foto: Getty Images - Aykut Karadag / Agência Anadolu)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(3/30)
Corrida para o aeroporto

No dia 17 de agosto, famílias abandonaram suas casas, ao tomarem conhecimento de que os talibãs aproximavam-se de Cabul, após o fim da guerra de 20 anos no Afeganistão.

(Foto: Getty Images - Sayed Khodaiberdi Sadat / Agência Anadolu)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(4/30)
Um regime violento

O povo do Afeganistão vê-se diante de uma nova liderança. O governo oficial do país entrou em colapso e o Talibã assumiu o controle da capital, Cabul. Perto do aeroporto, alguns ficaram feridos, incluindo uma mãe e seu filho, enquanto a violência aumentava rapidamente.

(Foto: Getty Images - Marcus Yam / LA Times)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(5/30)
Caos

Com a notícia de que países estrangeiros estariam evacuando pessoas, mesmo sem vistos, o Afeganistão virou um caos. As pessoas lutaram para cruzar a barreira do Aeroporto Internacional Hamid Karzai com o objetivo de escapar do domínio do Talibã.

(Foto: Getty Images - STR / NurPhoto)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(6/30)
O controle do Talibã

Nos últimos meses, o Talibã foi ganhando o controle de territórios em todo o país, depois que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou, em abril de 2021, que seu exército deixaria o país, por completo, no dia 11 de setembro.

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(7/30)
Fuga do presidente

O Talibã, que governou o Afeganistão entre 1996 e 2001, invadiu Cabul depois que o presidente Ashraf Ghani fugiu para o Uzbequistão, em 15 de agosto.

(Foto: Getty Images - Haroon Sabawoon / Agência Anadolu)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(8/30)
Pânico

As cenas no aeroporto são assustadoras. Nesta foto, um voluntário carrega um homem ferido, e outras pessoas podem ser vistas esperando a decolagem de algum avião.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(9/30)
Paciência em um momento crítico

Afegãos se aglomeram no aeroporto enquanto soldados americanos montam guarda em Cabul. Não há nada a fazer, a não ser esperar.

(Foto: Getty Images - Shakib Rahmani / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(10/30)
Atos de desespero

Não querendo ficar para trás, algumas pessoas subiram em um avião parado no aeroporto de Cabul.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(11/30)
Aeroporto de Cabul, cercado

O aeroporto foi completamente invadido. Os soldados tentaram manter a paz e acalmar muitos cidadãos.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(12/30)
Alguns escaparam

Esta imagem foi fornecida pela Bundeswehr, as Forças Armadas da Alemanha. Mostra evacuados de Cabul sentados dentro de uma aeronave militar ao chegarem ao Aeroporto de Tashkent, no Uzbequistão. Este é um dos três aviões militares alemães que elevaram cerca de 131 pessoas do aeroporto de Cabul para a capital do Uzbequistão, Tashkent, antes de chegar ao seu destino final na Alemanha.

(Foto: Getty Images - Marc Tessensohn / Bundeswehr)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(13/30)
Alguns foram deixados para trás

Uma criança afegã esperava ser levada para um lugar seguro, o que, pelo que parece, não aconteceu. É possível vê-la caminhando, sozinha, na pista de voos vazia. Uniformes militares foram descartados e parece que muitas pessoas vulneráveis foram deixadas para trás.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(14/30)
Retornando ao regime Talibã

Aqueles que não entraram nos aviões voltaram para o que será uma vida muito diferente. Na foto, vemos como os combatentes do Talibã revistam as malas das pessoas que saem do aeroporto de Cabul.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(15/30)
Escombros

Membros do Talibã patrulham as ruas de Cabul, limpando os escombros dos dias de violência, após a tomada da cidade. O grupo fechou o palácio presidencial e exigiu uma aceitação silenciosa por parte da população da cidade.

(Foto: Getty Images - Sayed Khodaiberdi Sadat / Agência Anadolu)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(16/30)
Embaixadas evacuadas

Muitas sedes estrangeiras foram evacuadas, incluindo embaixadas. Esta foto mostra o portão de entrada da embaixada canadense, após a evacuação.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(17/30)
Um silêncio fantasmagórico

Este zelador espera dentro de um shopping center frequentado por estrangeiros e turistas, na Chicken Street. O lugar permanece fechado até o Talibã aprovar sua reabertura.

(Foto: Getty Images - Marcus Yam / LA Times)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(18/30)
Um novo mundo

Após a caótica ocupação do Talibã, a capital afegã aparece deserta: muitos escaparam ou esconderam-se.

(Foto: Getty Images - Hoshang Hashimi / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(19/30)
Direitos das mulheres

As mulheres afegãs são as que mais perdem com a volta do Talibã ao poder. Nos anos em que o grupo governou o país, a educação para meninas foi banida, juntamente com a televisão, a música e o cinema. As mulheres também foram forçadas a usar Burka. Nesta imagem, as mais valentes seguram cartazes e exigem a proteção dos direitos conquistados, em um protesto diante do Palácio Presidencial em Cabul.

(Foto: Getty Images - Sayed Khodaiberdi Sadat / Agência Anadolu)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(20/30)
Não é uma ocupação pacífica

No dia 4 de agosto, um ataque a Cabul causou a destruição mostrada na foto. O ataque supostamente tinha como alvo o ministro de Defesa em exercício do país.

(Foto: AP Photo / Rahmat Gul)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(21/30)
Esperando contrabandistas

Aqueles que não foram ao aeroporto, tentam encontrar outro meio de fuga. Alguns contam com contrabandistas para ajudá-los a cruzar a fronteira entre o Irã e a Turquia. Isso levantou um novo alarme na Turquia, que já havia começado a construir um muro de 243 quilômetros, em uma tentativa de impedir a passagem de imigrantes ilegais.

(Foto: Getty Images - Ozan Kose / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(22/30)
Uma longa caminhada

Muitos migrantes caminham para tentar atravessar a fronteira Irã-Turquia, no leste da Turquia.

(Foto: Getty Images - Ozan Kose / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(23/30)
Dois dias entre esperança e desespero

No dia 18 de agosto, dois dias após o caos inicial no aeroporto de Cabul, as pessoas ainda esperavam pela evacuação. Mais de 60 países emitiram um comunicado conjunto, pedindo que o Talibã as deixasse sair.

(Foto: Getty Images - AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(24/30)
Tentativa de conseguir um visto

A embaixada iraniana fechou suas portas e aumentou a segurança, enquanto o povo afegão fazia uma enorme fila do lado de fora para obter um visto.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(25/30)
Esperando os franceses

Além dos alemães, os franceses também enviaram aviões de transporte militar. Muitas pessoas esperaram para embarcar, incluindo o embaixador francês.

(Foto: Getty Images - STR / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(26/30)
Na embaixada francesa

As pessoas ainda estão sentadas perto da embaixada da França, em Cabul. A determinação de fugir do Talibã é irreversível para eles.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(27/30)
A violência a que os afegãos estão acostumados

Este foi o cenário em agosto de 2019, depois que uma bomba explodiu durante um casamento em Cabul. Mais de 60 pessoas foram mortas e muitas feridas. Foi o ataque mais mortal em Cabul nos últimos anos, e um exemplo do que o povo afegão teme para o futuro.

(Foto: Getty Images - Wakil Kohsar / AFP)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(28/30)
Todos fogem para Cabul

Milhares de afegãos escaparam da violência em suas cidades e inundaram a capital em busca de segurança e consolo. Mas Cabul logo seria ocupada pelo Talibã também.

(Foto: Getty Images - Paula Bronstein)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(29/30)
Famílias fugiram sem nada

As famílias fugiram da violência sofrida em suas cidades, à medida que o Talibã ganhava terreno e acelerava rapidamente em direção a Cabul. Saíram das regiões norte e nordeste do país e, agora, lutam para sobreviver em condições difíceis, em estradas e parques.

(Foto: Getty Images - Sayed Khodaiberdi Sadat / Agência Anadolu)

Cabul: as comoventes imagens de um povo desesperado
(30/30)
"O que eu posso fazer? Isso é tudo que eu tenho"

Rajan, um fazendeiro, teve que fugir com sua família de Kunduz depois de sua casa ser destruída por foguetes. Eles foram descansar em um acampamento improvisado no Parque Shahr-e-Naw, em Cabul. A viagem para Cabul durou seis perigosos dias. Não levavam nada. "O que eu posso fazer?", diz Rajan, apontando para seus filhos dormindo no chão: "Isso é tudo que tenho."

(Foto: Getty Images - Marcus Yam / LA Times)

Más para ti